sicnot

Perfil

Mundo

Ligeira descida das águas do rio Sena

O nível das águas do Sena desceu ligeiramente hoje de manhã, em Paris, pela primeira vez numa semana, para 6,07 metros cerca das 06:00 locais (04:00 TMG), depois de ter atingido os 6,10 metros durante a madrugada.

JEREMY LEMPIN

Os dados foram divulgados pelo serviço de prevenção Vigicrues.

Após oito horas de subida contínua, o Sena regressou ao nível de sexta-feira às 20:00 em Paris, confirmando um abrandamento da subida das águas.

A ministra do Ambiente, Ségolène Royal, considerou na sexta-feira provável que o nível estabilizasse "entre os 6,10 metros e os 6,40 metros durante a noite".

Por enquanto mantém-se abaixo da marca de 1982 (6,18 metros) e longe da cheia histórica de 1910 (8,62 metros).

As "hipóteses mais desfavoráveis" do ministério apontam para um máximo de 6,50 metros.

A Météo-France espera cheias para este fim de semana, mas "sem comparação" com as registadas no anterior.

Face a uma subida do Sena ao nível mais alto dos últimos 30 anos, Paris adotou na sexta-feira uma série de medidas preventivas: os museus do Louvre e d ´Orsay permanecem encerrados, tal como os cais e os barcos, e foram erguidas barricadas.

As chuvas diluvianas que se abateram sobre a Europa esta semana, causaram pelo menos 16 mortes.

A subida das águas não fez estragos significativos na capital. À semelhança de outros 12 departamentos, Paris encontra-se em alerta laranja.

Lusa

  • Zonas nos arredores de Paris são as mais afetadas pelas cheias
    1:37

    Mundo

    A França continua inundada devido à subida do nível das águas do rio Sena. A SIC falou hoje com um vereador na Câmara de Paris que relata que neste momento os barcos não podem navegar, há vários restaurantes inundados e danificados. Contudo, garante que as situações mais preocupantes, que têm originado mais chamadas para as autoridades, são fora da capital francesa.

  • França enfrenta as piores cheias em mais de 50 anos
    4:08

    Mundo

    França está a viver as piores cheias em mais de 50 anos. Em Paris, o nível da água do Rio Sena continua a aumentar. A capital francesa está em risco máximo de inundações. A uma semana do início do Europeu de futebol, há museus, escolas, linhas de metro que estão encerradas.

  • "PCP não é força de suporte do Governo"
    2:11

    País

    Ao segundo dia de congresso comunista, ouviu-se o aviso mais forte, até agora, ao PS. João Oliveira, líder parlamentar do partido, diz que o PCP não se diluiu e que não é suporte do Governo. Já Jerónimo de Sousa deixou elogios à excelente geração de jovens que estão na frente política do PCP.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.