sicnot

Perfil

Mundo

Empate técnico na corrida às presidências no Peru

Os candidatos Keiko Fujimori e Pedro Pablo Kuczynski, que disputam hoje a presidência do Peru numa segunda volta, mantêm um empate técnico, segundo as sondagens à boca da urna divulgadas no fecho das mesas de votação.

© Pilar Olivares / Reuters

A candidata da Força Popular, Keiko Fujimori, filha do ex-presidente Alberto Fujimori, preso por crimes contra a humanidade, e o antigo primeiro-ministro, Pedro Pablo Kuczynski, do PPK, aspiram a suceder a Ollanta Humala no cargo, no período 2016-2021.

A sondagem da Ipsos dá uma ligeira vantagem de oito décimas a Kuczynski, ao conceder-lhe 50,4% frente aos 49,6% de Keiko.

O mesmo acontece com a sondagem da GfK, que dá uma vantagem ao candidato do PPK, enquanto a da CPI coloca Fujimori na frente, com 51,1% dos votos, e o antigo primeiro-ministro com 48,9%.

No entanto, todas apontam que se trata de um empate técnico.

As empresas de sondagens adiantaram que irão divulgar a sua contagem rápida dos votos às 19:00 locais (01:00 de segunda-feira, hora de Lisboa), mas os primeiros dados oficiais dados pela ONPE, organismo encarregado de executar os atos eleitorais, são esperados cerca das 21:00 em Lima (03:00 em Lisboa).

Cerca de 23 milhões de eleitores estavam convocados para escolher hoje o seu novo chefe de Estado.

Fujimori ganhou a primeira volta das eleições presidenciais, que decorreu a 10 de abril, ao obter 39,85% dos votos, à frente do Kuczynski, com 21,01%, o segundo candidato mais votado.

A 30 de maio, a candidata que ocupava o terceiro lugar na primeira volta das eleições, a esquerdista Veronika Mendoza, anunciou o seu apoio a Kuczynski.

A conservadora Fujimori é popular nas comunidades rurais mais pobres, mas também conta com uma elevada taxa de desaprovação, segundo as sondagens reveladas na semana passada.

Muitos peruanos associam-na ao autoritarismo do pai, Alberto Fujimori, que se encontra a cumprir pena de prisão por corrupção e massacre de opositores por ele acusados de terrorismo.

Ambos os candidatos prometeram combater o crime e criar emprego no setor de exportação mineira, que faz do país uma das economias mais fortes da região.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.