sicnot

Perfil

Mundo

Cinco membros de serviços de informações da Jordânia são mortos em ataque terrorista

Cinco membros dos serviços de informações foram mortos hoje num "ataque terrorista" contra o escritório no campo de refugiados palestinianos de Baqa'a, no norte da capital da Jordânia, anunciou o Governo.

Campo de refugiados palestinianos em Raqa, Jordânia. Arquivo/Reuters

Campo de refugiados palestinianos em Raqa, Jordânia. Arquivo/Reuters

© Muhammad Hamed / Reuters

"O escritório dos serviços de informações no campo de Baqa'a foi alvo de um ataque vil hoje, pouco antes das 07:00 horas locais (04:00 horas em Lisboa), que resultou na morte de cinco dos seus membros", anunciou o porta-voz do Governo jordano, Mohammad al-Momani.

Segundo Momani, os serviços de segurança estavam "a investigar as circunstâncias do ataque terrorista e a procurar os culpados".

O porta-voz disse que um guarda, um funcionário e três suboficiais foram mortos no ataque, que coincide com o primeiro dia do mês santo do Ramadão para os muçulmanos.

A Jordânia participa desde 2014 na coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, contra a organização extremista Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.

Em março, Amã anunciou que havia frustrado os ataques do grupo Estado Islâmico após uma repressão ampla, que resultou na morte de sete 'jihadistas', o que levantou preocupações sobre a ameaça terrorista na Jordânia, que faz fronteira com a Síria.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19