sicnot

Perfil

Mundo

EUA preparam leis para primeira missão privada à Lua

O Governo dos Estados Unidos vai aprovar legislação que permitirá, pela primeira vez, a uma empresa privada a realização de uma viagem espacial fora da órbitra terrestre, noticia hoje o Wall Street Journal.

A superfície da Lua fotografada a partir da nave da missão Apollo 11, a 21 de julho de 1969.

A superfície da Lua fotografada a partir da nave da missão Apollo 11, a 21 de julho de 1969.

© NASA NASA / Reuters

O jornal, que cita fontes ligadas ao processo, refere que a decisão, "sem precedentes", vai estabelecer os futuros procedimentos da administração norte-americana sobre missões de empresas privadas no quadro dos tratados internacionais sobre viagens espaciais.

Após a conclusão do eventual enquadramento legal, a empresa Moon Express começa a preparar-se para transportar para a Lua um carregamento de equipamento científico, incluindo um telescópio.

Segundo o Wall Street Journal, a missão à Lua pode vir a decorrer no segundo semestre de 2017.

"Estamos a percorrer o caminho que temos de fazer porque, até ao momento, apenas os governos podem efetuar missões fora da órbitra terrestre", disse ao jornal o fundador e proprietário da Moon Express, Bob Richards.

A eventual aprovação da primeira missão vai abrir possibilidades legais para outras viagens a efetuar por empresas privadas.

A legislação pode vir a incluir missões a asteroides, deteção de lixo espacial, assim como a anunciada intenção do multimilionário norte-americano Elon Musk, que pretende efetuar uma missão ao planeta Marte em 2018.

A Moon Express é uma das 16 companhias que concorrem ao prémio Google Lunar X, que oferece 18 milhões de euros para a primeira equipa privada que conseguir enviar para a superfície lunar um veículo capaz de se deslocar, pelo menos, 500 metros e difundir para a Terra imagens de alta definição.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01