sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton perto da nomeação democrata à Casa Branca após vitória em Porto Rico

A ex-secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton ganhou no domingo as primárias democratas em Porto Rico, aproximando-se da maioria de delegados necessária para a nomeação pelo seu partido como candidata às eleições presidenciais dos EUA.

reuters

A ex-secretária de Estado foi dada como vencedora pelas estações de televisão CNN e NBC, mais de seis horas após o encerramento das urnas naquele esatdo associado dos EUA, que participa nas primárias, mas não na eleição presidencial.

Com 22% dos votos apurados, Hillary Clinton seguia à frente com 64% dos votos, contra 35% para o senador Bernie Sanders.

Este resultado, combinado com a esmagadora vitória de Clinton nas Ilhas Virgens dos Estados Unidos um dia antes, colocam-na em vantagem antes da votação em Nova Jersey e na Califórnia.

Aos 68 anos, a democrata deverá superar na terça-feira a maioria de 2.383 delegados necessários para a nomeação e tornar-se a primeira mulher investida para as eleições presidenciais por um dos dois grandes partidos norte-americanos.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.