sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos três mortos em inundações no sul da Austrália

Pelo menos três pessoas morreram e outras duas foram dadas como desaparecidas na Austrália na sequência de tempestades registadas no fim de semana, informou hoje a imprensa local.

reuters

O temporal fez-se sentir no estado de Nova Gales do Sul, que tem Sydney como capital, e no Território da Capital Australiana, com ventos fortes, chuvas torrenciais e forte ondulação, causando a destruição de casas, quedas de árvores e o transbordo de rios e lagos.

As autoridades recuperaram os corpos de dois homens em Nova Gales do Sul, onde na manhã de hoje se mantinham vigentes 21 alertas por inundação, milhares de pessoas estavam sem eletricidade e várias estradas estavam intransitáveis, segundo a estação local ABC.

Outra pessoa morreu no Território da Capital Australiana, que inclui Camberra, e onde também estavam ativos vários alertas.

Foi reportado o desaparecimento de duas pessoas na ilha-estado da Tasmânia, com vários avisos por inundações e cerca de 100 estradas cortadas.

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.