sicnot

Perfil

Mundo

Anorexia é uma dependência e não medo de engordar

A anorexia nervosa, que afeta sobretudo as adolescentes, não se explica pelo medo de engordar, mas antes pelo prazer de emagrecer, pertencendo assim ao domínio das dependências, sugere um estudo hoje publicado.

© Stefano Rellandini / Reuters

Esta patologia rara, de componente genética, predomina nas raparigas -- a proporção é de nove raparigas para um rapaz -- e atinge entre 0,2% e 0,5% da população, com um pico dos 13 aos 25 anos, segundo Philip Gorwood, chefe de serviço do hospital de Saint-Anne, em Paris.

Muito menos frequente que a bulimia (há cinco bulímicos por cada anoréxico), a anorexia tem a mais elevada taxa de mortalidade por suicídio de todas as patologias mentais (como a bipolaridade ou a esquizofrenia), segundo o especialista que dirigiu o estudo publicado na revista especializada Translational Psychiatry.

"Estamos muito desprevenidos ao nível terapêutico, e nenhum país tem um medicamento com uma AMM (autorização de venda ao público) para a anorexia", observou, referindo que só há "verdadeiras remissões num terço dos casos".

A anorexia tem uma forte componente hereditária (70%), segundo estudos anteriores, nomeadamente nos graus de parentesco diretos e nos gémeos.

Contudo, "não existe um gene da anorexia, mas genes de vulnerabilidade" em relação a este distúrbio, sublinha Gorwood.

O diagnóstico deste distúrbio do comportamento alimentar assenta habitualmente em três critérios internacionais: a presença de uma restrição alimentar que conduz à perda de peso, uma perceção distorcida do peso e do corpo e um medo intenso de engordar, de acordo com o manual da Associação Americana de Psiquiatria (DSM-5).

Todavia, os investigadores que defendem que o distúrbio é mais uma dependência que uma fobia, quiseram aprofundar essa pista aberta através de trabalhos recentes que apontam um desregulamento do "circuito da recompensa" observado nas dependências.

Os investigadores analisaram, então, as reações espontâneas de 70 mulheres doentes e de 20 saudáveis ao apresentarem-lhes imagens de pessoas com diferentes pesos, utilizando um teste que mede o nível de sudação da pele.

A emoção provocada por algumas imagens desencadeia, de facto, um aumento rápido e automático da transpiração.

Nestas doentes, de pesos variados e apresentando diversos níveis de gravidade da doença, a visão das imagens de mulheres de peso normal ou excesso de peso provocou uma reação comparável à dos sujeitos sãos.

Em contrapartida, perante imagens de magreza, as doentes tiveram reações emocionais positivas, ao passo que as mulheres saudáveis não tiveram uma reação particular.

Nas doentes com anorexia nervosa, o aumento de transpiração perante as imagens de magreza corporal poderá explicar-se com a presença de uma forma específica (chamada "alelo Met") do gene, segundo a análise dos investigadores.

Esta "fortíssima probabilidade" de a anorexia ser "do domínio das dependências" deverá melhorar a adoção de algumas abordagens terapêuticas como, por exemplo, "a terapia com plena consciência", defendeu Philip Gorwood.

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • EUA preparam-se para ver o primeiro eclipse solar total, 38 anos depois
    1:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.