sicnot

Perfil

Mundo

Está para breve a captação da primeira imagem de um buraco negro

Ver pela primeira vez um buraco negro poderá ser possível, no próximo ano. É o que espera uma equipa de cientistas do MIT que está a criar um algoritmo e o equipamento necessário para conseguir captar a imagem, em 2017.

reuters

Os buracos negros são surpreendentemente pequenos, pelo que é necessário um telescópio gigante para observá-los. A equipa do MIT criou o projeto Event Horizon Telescope, uma rede de nove telescópios instalados em vários locais do mundo.

O projeto centra-se no Sagittarius A, o buraco negro que está no centro da Via Láctea. As preparações técnicas, bem como os cálculos matemáticos, estão prestes a terminar.

"Há ainda alguns desafios que têm de ser ultrapassados para conseguir captar a imagem de um buraco negro - algo de muito pequeno no céu. Mas o que esperamos é uma completa observação em 2017", explicou Feryal Ozel, líder da equipa, numa conferência de imprensa.

  • Nascentes do Douro e Tejo estão praticamente secas
    2:55
  • "Para ele, um 'não' não foi suficiente"
    3:39
  • "Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi
    2:12
  • Isabel II e Filipe de Edimburgo celebram 70 anos de casamento
    0:44

    Mundo

    A rainha Isabel II de Inglaterra e Filipe de Edimburgo celebram hoje 70 anos de casamento. Em dia de comemoração, o Palácio de Buckingham divulgou novas fotografias do casal cuja união é a mais duradora dentro das casas reais. Isabel casou com 21 anos. Seis anos depois foi coroada rainha por ocasião da morte do pai. A rainha e o marido têm quatro filhos, entre eles o herdeiro ao trono, Carlos, oito netos e cinco bisnetos.

  • Um negócio familiar destruído pelas chamas
    8:36