sicnot

Perfil

Mundo

Está para breve a captação da primeira imagem de um buraco negro

Ver pela primeira vez um buraco negro poderá ser possível, no próximo ano. É o que espera uma equipa de cientistas do MIT que está a criar um algoritmo e o equipamento necessário para conseguir captar a imagem, em 2017.

reuters

Os buracos negros são surpreendentemente pequenos, pelo que é necessário um telescópio gigante para observá-los. A equipa do MIT criou o projeto Event Horizon Telescope, uma rede de nove telescópios instalados em vários locais do mundo.

O projeto centra-se no Sagittarius A, o buraco negro que está no centro da Via Láctea. As preparações técnicas, bem como os cálculos matemáticos, estão prestes a terminar.

"Há ainda alguns desafios que têm de ser ultrapassados para conseguir captar a imagem de um buraco negro - algo de muito pequeno no céu. Mas o que esperamos é uma completa observação em 2017", explicou Feryal Ozel, líder da equipa, numa conferência de imprensa.

  • Documentos envolvem presidente de IPSS em práticas ilegais
    5:45
  • Novo horário aos sábados na Autoeuropa avança em fevereiro
    1:32

    Economia

    As negociações na Autoeuropa sobre o novo horário aos sábados estão terminadas. Ao que a SIC apurou, não há mais questões a debater, porque a fábrica perguntou diretamente aos trabalhadores que modelo de turnos preferiam. O horário avança no primeiro fim de semana de fevereiro.

  • A casa dos horrores
    7:57