sicnot

Perfil

Mundo

Explosão em Istambul faz pelo menos 11 mortos

Uma explosão fez hoje pelo menos 11 mortos e mais de 30 feridos no centro de Istambul, na Turquia. De acordo com a imprensa, o alvo era um veículo da polícia turca que passava no local à altura do ataque. A explosão aconteceu perto de uma paragem de autocarro, numa altura muito movimentada no centro histórico da cidade turca.

© Osman Orsal / Reuters

© Osman Orsal / Reuters

"Sete polícias e quatro civis perderam a vida no ataque que tinha como alvo as autoridades policiais", especificou o governador do bairro histórico de Beyazite, em Istambul, onde ocorreu o atentado.

De acordo com as primeiras informações, a bomba foi ativada através de controlo remoto.

A cadeia de televisão CNNTürk indica que várias ambulâncias e carros da polícia deslocaram-se para o local da explosão, onde imagens mostram vários veículos calcinados.

A polícia isolou a área, não permitindo o acesso até 500 metros do local do atentado.

A Turquia permanece há vários meses em estado de alerta devido a uma sucessão de ataques relacionados com o conflito curdo ou atribuídos ao grupo Estado Islâmico (EI).

Em fevereiro e março, dois atentados com viatura armadilhada provocaram cerca ade 60 mortos no centro de Ancara, a capital turca. Foram reivindicados pelos Falcões da liberdade do Curdistão (TAK), um grupo radical e dissidente do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que em 1984 desencadeou uma rebelião armada contra o Estado turco pela autonomia do Curdistão turco, com provocou mais de 40 mil mortos.

A 12 de maio, oito pessoas ficaram feridas na explosão de uma viatura armadilhada perto de um quartel militar na zona asiática de Istambul.

A Turquia tem levado a cabo uma ofensiva contra o PKK no sudeste do país, de maioria curda, na sequência do fim do cessar-fogo de dois anos, no verão de 2015.

Última atualização às 09:29/Com Lusa

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC