sicnot

Perfil

Mundo

Explosão em Istambul faz pelo menos 11 mortos

Uma explosão fez hoje pelo menos 11 mortos e mais de 30 feridos no centro de Istambul, na Turquia. De acordo com a imprensa, o alvo era um veículo da polícia turca que passava no local à altura do ataque. A explosão aconteceu perto de uma paragem de autocarro, numa altura muito movimentada no centro histórico da cidade turca.

© Osman Orsal / Reuters

© Osman Orsal / Reuters

"Sete polícias e quatro civis perderam a vida no ataque que tinha como alvo as autoridades policiais", especificou o governador do bairro histórico de Beyazite, em Istambul, onde ocorreu o atentado.

De acordo com as primeiras informações, a bomba foi ativada através de controlo remoto.

A cadeia de televisão CNNTürk indica que várias ambulâncias e carros da polícia deslocaram-se para o local da explosão, onde imagens mostram vários veículos calcinados.

A polícia isolou a área, não permitindo o acesso até 500 metros do local do atentado.

A Turquia permanece há vários meses em estado de alerta devido a uma sucessão de ataques relacionados com o conflito curdo ou atribuídos ao grupo Estado Islâmico (EI).

Em fevereiro e março, dois atentados com viatura armadilhada provocaram cerca ade 60 mortos no centro de Ancara, a capital turca. Foram reivindicados pelos Falcões da liberdade do Curdistão (TAK), um grupo radical e dissidente do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que em 1984 desencadeou uma rebelião armada contra o Estado turco pela autonomia do Curdistão turco, com provocou mais de 40 mil mortos.

A 12 de maio, oito pessoas ficaram feridas na explosão de uma viatura armadilhada perto de um quartel militar na zona asiática de Istambul.

A Turquia tem levado a cabo uma ofensiva contra o PKK no sudeste do país, de maioria curda, na sequência do fim do cessar-fogo de dois anos, no verão de 2015.

Última atualização às 09:29/Com Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24