sicnot

Perfil

Mundo

Governantes demitidos barricam-se no Palácio Governamental da Guiné-Bissau

Os membros do Governo da Guiné-Bissau, demitidos há duas semanas, estão barricados no Palácio Governamental. Os governantes estão a receber comida através da Cáritas local. Dizem que não abandonam o palácio enquanto não chegar a delegação internacional nomeada para mediar a crise política no país.

(Arquivo)

(Arquivo)

Os ex-governantes barricados defendem que o PAIGC (Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde) deve ser chamado a formar um novo executivo.

Querem ainda que o Supremo Tribunal de Justiça declare inconstitucional a nomeação do novo Governo que tomou posse na semana passada.

O Presidente José Mário Vaz nomeou Baciro Djá como primeiro-ministro de forma direta.

O Presidente considerou imoral que 10 milhões de dólares fossem desviados de setores sociais para a realização de eleições antecipadas.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.