sicnot

Perfil

Mundo

Uivos de lobos em coro podem revelar existência de crias na alcateia

Os uivos de lobos em coro podem revelar a existência de crias na alcateia, durante a sua época de reprodução, segundo um estudo das universidades espanholas de Valência e Oviedo.

Reuters

O trabalho, publicado na revista Plos One, avaliou, através de modelos matemáticos, a utilidade da análise a gravações de uivos de lobos em coro, para identificar a presença de crias nas alcateias, segundo Vicente Palacios, do Instituto Cavanilles de Biodiversidade e Biologia Evolutiva da Universidade de Valência (UV).

As alcateias emitem vocalizações conhecidas como uivos, em coro, permitindo que estes sons revelem a existência de crias durante a época de reprodução, e por isso, são úteis para determinar o estado reprodutivo das alcateias, assegura Vicente Palacios, num comunicado divulgado hoje pela UV.

A estrutura acústica destes coros é complexa, tornando a distinção da presença de crias, através de uivos, difícil, mesmo para observadores experientes, afirma Vicente Palacios.

Segundo o investigador, para chegar a estas conclusões, foram analisados 110 coros de uivos emitidos por lobos ibéricos, sobre os quais se conhecia a composição do grupo, incluindo a presença ou ausência de crias.

O estudo revelou que a distribuição da energia acústica dos coros se concentra em frequências mais altas quando as crias participam.

Assim, com a criação de modelos matemáticos, foi possível identificar com êxito a presença de crias nos uivos em coro, num total de 94% dos casos analisados.

O investigador José V. López-Bao, da Unidade Mista de Investigação em Biodiversidade, da Universidade de Oviedo, indicou que a análise quantitativa dos uivos em coro "é um método objetivo, preciso e de fácil implementação e independente da experiencia do observador".

"Todas estas vantagens são especialmente relevantes no caso de seguimento de populações de lobos, a grande escala ou quando existem muitos observadores envolvidos", assinala López-Bao.

Esta metodologia foi aplicada recentemente no seguimento de populações de lobos levadas a cabo no Parque Nacional dos Picos da Europa, na comunidade autónoma da Galiza e na estimação nacional de alcateias, realizada entre 2012 e 2014, promovida e coordenada pelo Ministério da Agricultura, Alimentação e Meio Ambiente.

O trabalho foi realizado pelo Instituto de Cavanilles da Biodiversidade e Biologia Evolutiva da UV, pela Unidade Mista de Investigação em Biodiversidade e pelo Departamento de Matemáticas, ambos da Universidade de Oviedo, mas também, pela empresa Arena S.L

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.