sicnot

Perfil

Mundo

Preso polícia brasileiro famoso por acompanhar detidos do Lava Jato

O polícia Newton Ishii, apelidado de "Japonês da Federal" e que ficou conhecido por acompanhar presos da Operação Lava Jato, foi preso terça-feira em Curitiba, pelo crime de facilitação de contrabando.

Newton Ishii e José Dirceu

Newton Ishii e José Dirceu

© Rodolfo Buhrer / Reuters

Newton Ishii e Marcelo Odebrecht

Newton Ishii e Marcelo Odebrecht

© Rodolfo Buhrer / Reuters

Atualmente no cargo de chefe substituto de Operações Especiais da Polícia Federal em Curitiba, Newton Ishii é responsável pela logística e escolta de presos.

Ao conhecer a decisão judicial, Newton Ishii apresentou-se espontaneamente na delegacia.

Segundo o advogado do agente, Oswaldo de Mello Junior, citado pelo portal de Internet G1, Newton Ishii foi condenado a quatro anos, dois meses e 21 dias no âmbito da Operação Sucuri, que descobriu o envolvimento de agentes na entrada de contrabando no país, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu.

"O Superior Tribunal de Justiça (STJ) denegou um recurso que nós tínhamos recorrido na semana passada", disse o advogado.

Com a deflagração da Operação Lava Jato, que investiga o maior esquema de corrupção no país, envolvendo dezenas de políticas e várias empresas, Newton Ishii tornou-se famoso, ao aparecer ao lado de empreiteiros, operadores financeiros e políticos detidos.

A fama traduziu-se, inclusive, num tema de uma música, assinada pelo advogado e compositor Thiago Vasconcelos de Souza, que inclui o seguinte trecho: "Ai meu Deus, me dei mal. Bateu a minha porta, o japonês da Federal".

A detenção do agente está a ser abordada nas redes sociais, sendo alvo de piadas, como "japonês da federal diante do espelho falando 'are you talking to me'" (estás a falar comigo, em inglês).

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.