sicnot

Perfil

Mundo

Quatro mortos em repressão policial de protesto estudantil na Papua Nova Guiné

Pelo menos quatro pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas hoje na Papua Nova Guiné, depois de a polícia ter aberto fogo contra um protesto de estudantes na capital, Port Moresby, segundo os media locais.

© Stringer . / Reuters

Centenas de estudantes planeavam marchar da Universidade da Papua Nova Guiné até ao Parlamento como parte de um protesto que começou há cinco semanas contra a atuação do primeiro-ministro, Peter O'Neill, face às acusações de corrupção e pela sua gestão da economia.

A polícia, que ainda não se pronunciou sobre os incidentes, não permitiu que os estudantes saíssem do campus universitário, segundo a austraçiana ABC.

"Dispararam contra a multidão (...), lançaram gás lacrimogénio. Muitos dos estudantes caíram, ficaram feridos e não sabemos quantas vítimas existem neste momento", disse Gerald Peni, um dos universitários, à cadeia televisiva australiana.

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05