sicnot

Perfil

Mundo

Quatro mortos em repressão policial de protesto estudantil na Papua Nova Guiné

Pelo menos quatro pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas hoje na Papua Nova Guiné, depois de a polícia ter aberto fogo contra um protesto de estudantes na capital, Port Moresby, segundo os media locais.

© Stringer . / Reuters

Centenas de estudantes planeavam marchar da Universidade da Papua Nova Guiné até ao Parlamento como parte de um protesto que começou há cinco semanas contra a atuação do primeiro-ministro, Peter O'Neill, face às acusações de corrupção e pela sua gestão da economia.

A polícia, que ainda não se pronunciou sobre os incidentes, não permitiu que os estudantes saíssem do campus universitário, segundo a austraçiana ABC.

"Dispararam contra a multidão (...), lançaram gás lacrimogénio. Muitos dos estudantes caíram, ficaram feridos e não sabemos quantas vítimas existem neste momento", disse Gerald Peni, um dos universitários, à cadeia televisiva australiana.

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Rui Rio comprometeu-se a realizar apenas dois debates
    0:45

    País

    Rui Rio disse esta terça-feira que foi apanhado de surpresa com a mudança de posição de Pedro Santana Lopes, que exige três debates entre os dois candidatos à liderança do PSD nos canais generalistas. Rui Rio reiterou ainda que se comprometeu a fazer apenas dois debates.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.