sicnot

Perfil

Mundo

Acidente de autocarro com universitários no Brasil causa 16 mortos

Um autocarro com 46 passageiros, a maioria estudantes universitários, sofreu um acidente numa estrada entre Mogi das Cruzes e Bertioga, em São Paulo, causando a morte de pelo menos 16 pessoas, divulgou hoje a imprensa brasileira.

Os acidentes rodoviários no Brasil são frequentes, com as estradas a registarem aproximadamente 43 mil mortos por ano.

Os acidentes rodoviários no Brasil são frequentes, com as estradas a registarem aproximadamente 43 mil mortos por ano.

© Nacho Doce / Reuters (Arquivo)

De acordo com o portal de notícias G1, um capitão do corpo de bombeiros da região afirmou que pelo menos 16 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas no acidente com um autocarro, que aconteceu por volta das 23:00 horas locais de quarta-feira (03:00 horas de quinta-feira em Lisboa), numa estrada no litoral de São Paulo.

A estrada Mogi-Bertioga foi totalmente interdita e todas as vítimas com vida foram socorridas e levadas a hospitais próximos. Quatro das vítimas estão em estado grave.

O autocarro levava estudantes de três unidades de ensino de Mogi das Cruzes para o município de São Sebastião.

O veículo, que pertence à empresa União do Litoral, é um dos seis que a autarquia de São Sebastião disponibiliza diariamente para levar e trazer moradores da cidade que estudam nas universidades de Mogi das Cruzes.

Equipas do corpo de bombeiros e do serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU) do litoral de São Paulo, e também de municípios próximos da região, foram deslocadas para prestar atendimento às vítimas. Grupos do departamento de estradas e rodagem (DER) também estão no local.

A estrada ficará interdita até 08:00 horas locais (12:00 horas em Lisboa).

Ainda de acordo com a polícia civil, os corpos serão enviados para as morgues do Guarujá e Mogi das Cruzes, entretanto, é possível que alguns dos corpos sejam enviados para a unidade de Santos.

Lusa

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.