sicnot

Perfil

Mundo

Israel suspende permissão de entrada de 83 mil palestinianos para o Ramadão

Israel anunciou hoje a suspensão das autorizações de entrada de 83 mil palestinianos por altura do Ramadão, na sequência do atentado de quarta-feira em Telavive, que fez quatro vítimas mortais.

Quatro pessoas morreram no atentado desta quarta-feira em Telavive.

Quatro pessoas morreram no atentado desta quarta-feira em Telavive.

© Baz Ratner / Reuters

"Todas as autorizações entregues para o Ramadão, em particular as destinadas a visitas familiares [para os palestinianos] provenientes de Judeia e Samaria foram congeladas", indicou o COGAT, organismo do Ministério da Defesa responsável pela coordenação das atividades israelitas nos territórios ocupados.

A Judeia-Samaria é o nome pelo qual o Governo israelita designa a Cisjordânia.

O organismo indicou que 83 mil palestinianos serão afetados e que 200 residentes de Gaza, que já receberam autorização para visitar os seus parentes durante o mês sagrado do Ramadão também vão ter o acesso congelado.

Quatro pessoas morreram na sequência de um atentado na quarta-feira numa popular zona comercial em Telavive, defronte do Ministério da Defesa e do Estado-Maior do Exército de Israel.

Segundo a investigação preliminar da polícia israelita, os dois atacantes eram palestinianos, primos e oriundos do distrito cisjordano de Hebron.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.