sicnot

Perfil

Mundo

Keiko Fujimori reconhece derrota nas presidenciais do Peru

A candidata à presidência do Peru, Keiko Fujimori, reconheceu esta sexta-feira a derrota, cinco dias após o escrutínio ganho por Pedro Pablo Kuczynski (centro-direita).

© Mariana Bazo / Reuters

"Aceitamos democraticamente os resultados", declarou Keiko Fujimori, lembrando ao futuro presidente que vai ser uma opositora de peso. O partido de Keiko Fujimori, Fuerza Popular, está em maioria no parlamento.

"Fuerza Popular foi escolhida pela população para o papel de oposição, que vamos cumprir com firmeza. Seremos uma oposição responsável que pensará no futuro do país", acrescentou Keiko Fujimori, rodeada pelos deputados eleitos.

O partido da filha do antigo presidente peruano Alberto Fujimori - a cumprir 25 anos de prisão por corrupção e crimes contra a humanidade - conquistou 73 dos 130 lugares do parlamento nas legislativas de 10 de abril, realizadas ao mesmo tempo que a primeira volta das presidenciais.

Keiko venceu a primeira volta com 39% dos votos contra 21% para Pedro Pablo Kuczynski.

Com uma vantagem de pouco mais de 40 mil votos, num total de 31 milhões de habitantes, Kuczynski vai liderar um país profundamente dividido.

O candidato de centro-direita, cujas iniciais são também as do seu partido, Peruanos por el Kambio (Peruanos pela Mudança), obteve 50,12% dos sufrágios contra 49,88% da rival de direita.

A cerimónia de posse do novo presidente está marcada para 28 de julho.

Lusa

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.