sicnot

Perfil

Mundo

Obama autoriza postura mais agressiva das tropas norte-americanas no Afeganistão

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, autorizou as forças militares do seu país no Afeganistão a atacar mais diretamente os talibãs, grupo muçulmano extremista que ameaça o Governo de Cabul, disse hoje um responsável norte-americano.

© Carlos Barria / Reuters

Apesar da presença durante mais de 14 anos de milhares de elementos das tropas da NATO para apoiar as autoridades afegãs e dezenas de milhões em ajuda militar e civil, os talibãs estão a recuperar terreno.

As forças norte-americanas, que já são mentores no terreno das forças especiais afegãs, agora irão fornecer o mesmo suporte para o exército regular que luta contra os talibãs.

"As forças dos Estados Unidos irão fornecer um apoio mais ativo para o exército regular afegão em dois aspetos cruciais, especialmente através do apoio aéreo e acompanhando e aconselhando as forças convencionais afegãs no terreno e no ar", disse a fonte.

Diante dessa situação delicada no terreno, o Presidente Obama decidiu manter um contingente de 9.800 homens durante a maior parte de 2016.

Além disso, decidiu deixar 5.500 soldados num pequeno número de bases, em vez de remover a grande maioria das tropas e limitar a presença dos Estados Unidos a nível diplomática.

Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.