sicnot

Perfil

Mundo

Ataque do Estado Islâmico no Afeganistão fez 18 mortos e 12 feridos

Pelo menos 18 pessoas morreram, treze das quais pertencentes ao grupo Estado Islâmico (EI), e outras 12 ficaram feridas num ataque dos extremistas contra uma esquadra de polícia no oeste do Afeganistão, afirmou hoje uma fonte oficial.

© Parwiz Parwiz / Reuters

"Os membros do Estado Islâmico lançaram na noite de sexta-feira um ataque complexo (em diferentes etapas) contra uma esquadra da polícia no distrito de Haska Mena, sendo que 13 rebeldes morreram e seis ficaram feridos", disse o porta-voz do governador da província de Nangarhar, Attaullah Khogyani.

A fonte disse que no ataque morreram cinco polícias, sendo um deles o chefe do distrito, e seis agentes da polícia ficaram feridos.

O caso ocorreu no mesmo dia em que, também em Nangarhar, um outro ataque a uma mesquita matou três pessoas e feriu outras 55 depois do rebentamento de uma bomba.

Os dois ataques aconteceram na primeira sexta-feira do ramadão, período sagrado para os muçulmanos. A província de Nangarhar tem sido objeto de uma grande ofensiva do Governo afegão para acabar com a presença do EI.

Os insurgentes ganharam terreno em várias áreas do Afeganistão após o final da missão da NATO em 2014 e, desde o final de 2015, controlam quase um terço do território, de acordo com Washington, que mantém cerca de 9.800 soldados no país em missões de consulta e contraterrorismo.

Lusa

  • Primeiro eclipse solar 100% visível nos EUA em 38 anos
    0:40
  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • Campanha eleitoral em Angola chega hoje ao fim

    Mundo

    Os candidatos às eleições gerais angolanas de quarta-feira terminam hoje um mês de campanha, com milhares de quilómetros percorridos, uma breve aparição de José Eduardo dos Santos e as possíveis coligações em destaque.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08