sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 20 mortos em ataque do Daesh a santuário xiita na Síria

Pelo menos 20 pessoas morreram depois de bombistas suicidas se fazerem explodir perto de um templo xiita nas proximidades da capital da Síria, num ataque já reivindicado pelo grupo Daesh.

© Omar Sanadiki / Reuters

A agência de notícias oficial Sana referiu que os dois suicidas, um deles num carro, atacaram na entrada do santuário de Sayyida Zeinab, que é reverenciado pelos xiitas em todo o mundo.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) divulgou que pelo menos 20 pessoas foram mortas, incluindo 13 civis, e mais de 30 ficaram feridas nas explosões.

Já a agência de notícias Sana afirmou que pelo menos 12 pessoas foram mortas e outras 55 ficaram feridas.

O ataque foi reivindicado através da agência de notícias Amaq, que divulga os comunicados do Estado IslâmicoI, referindo ainda que o atentado foi realizado por três bombistas suicidas.

O santuário, que fica a cerca de 10 quilómetros ao sul do centro de Damasco, é fortemente vigiado por forças pró-Governo, mas tem sido alvo de vários ataques do Daesh.

O canal de televisão oficial Al-Ikhbariya da Síria mostrou imagens de carros queimados e cobertos por fumo negro nas proximidades do santuário.

Nos últimos meses, o santuário foi atacado outras vezes pelo Estado Islâmico, deixando centenas de mortos e feridos, a maioria civis.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.