sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 2000 pessoas manifestaram-se em Cáceres

A manifestação ibérica pelo encerramento da central nuclear de Almaraz juntou ontem cerca de 2200 pessoas, entre as quais mais de 600 eram portugueses.

Ontem de manhã partiram vários autocarros de Lisboa em direção a Cáceres.

No balanço do protesto, a Quercus diz que desde 1987 que não havia uma participação tão grande contra uma central nuclear. Vários políticos e ambientalistas consideram que a central nucelar é uma bomba relógio.

O ciclo de duração das instalações terminou em 2010 mas está previsto que a central continue a funcionar até 2020.

  • Ambientalistas exigem o fim da central nuclear de Almaraz
    2:42

    Mundo

    Os defensores do ambiente exigem o encerramento da central nuclear de Almaraz, em Espanha, que devia ter fechado há seis anos. As associações ambientalistas dizem que a central é um perigo devido aos problemas na estrutura e no sistema de arrefecimento. A central fica a 100 quilómetros da fronteira e, por isso, portugueses e espanhóis estão a ser convocados para um protesto conjunto.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.