sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco condena marginalização das pessoas com deficiência

O papa Francisco condenou hoje a marginalização das pessoas com deficiência, afirmando que a imagem do corpo perfeito se tornou um grande negócio e "qualquer coisa imperfeita tem de ser escondida".

© Tony Gentile / Reuters

As críticas do papa Francisco foram proferidas hoje perante 20 mil doentes e pessoas com deficiência, incluindo jovens com síndrome de Down e deficiência mental, na missa para o Jubileu do Doente, que decorreu na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano, em Roma.

Dirigindo-se aos doentes e às pessoas com deficiência, o papa afirmou que "o mundo não se torna melhor quando é composto apenas por pessoas aparentemente perfeitas, mas quando cresce a solidariedade entre as pessoas, a aceitação e o respeito mútuo".

O sumo pontífice condenou que se considere que "uma pessoa doente ou deficiente não pode ser feliz, porque é incapaz de realizar o estilo de vida imposto pela cultura do prazer e da diversão". Criticou também as sociedades em que o "cuidado com o corpo se converteu num mito de massas e, portanto, um negócio", em que oculta "o que é imperfeito", porque "vai contra a felicidade e tranquilidade dos privilegiados e coloca em causa o modelo em vigor.

Para o papa, compreender "o verdadeiro sentido da vida" passa por incluir "também a aceitação do sofrimento e da limitação."

"O modo como vivemos a doença e a incapacidade é um sinal de amor que estamos dispostos a oferecer", acrescentou.

Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.