sicnot

Perfil

Mundo

Cidadã luso-moçambicana em cativeiro há mais de uma semana

Uma cidadã luso-moçambicana encontra-se em cativeiro há mais de uma semana, depois de ter sido raptada no passado dia 2 em Maputo, disse à Lusa fonte próxima da família da vítima.

© Grant Neuenburg / Reuters

Segundo a fonte, os raptores exigem uma elevada soma de dinheiro que está fora das possibilidades financeiras da família.

"É uma situação de desespero, a família não tem capacidade para pagar a quantia exigida pelos raptores", afirmou a fonte.

As autoridades portuguesas estão a par da situação, uma vez que o consulado de Portugal em Maputo foi comunicado do rapto, acrescentou a fonte.

Desde 2012, as principais cidades moçambicanas, principalmente a capital do país, têm sido palco de uma onda de raptos, cujas vítimas são, na sua maioria, libertadas mediante pagamento de resgate, ante a impotência das autoridades policiais em estancar este tipo de crime.

Várias pessoas, incluindo polícias, já foram condenadas a pesadas penas de prisão por envolvimento em raptos em Moçambique.


Lusa

  • "Vejam a cor da seara: a parte mais amarela é provocada pelo stress"
    2:20
  • Rogério Alves "perplexo" com nomeação de Elina Fraga
    1:52

    País

    O antigo bastonário da Ordem dos Advogados, Rogério Alves, admite que ficou "perplexo" com a escolha de Elina Fraga para vice-presidente do PSD. Em entrevista ao DN e à TSF Rogério Alves acusa a também ex-bastonária de defender sempre o contrário do PSD e de se opor à modernização e simplificação da justiça.

  • "Matavam as crianças a tiro", os relatos de rohingyas que fugiram de Myanmar
    2:02
  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39