sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro restaurante nudista do Japão não admite clientes com excesso de peso

O primeiro restaurante nudista do Japão, com abertura prevista para 29 de julho, não vai permitir a entrada de clientes com excesso de peso, informou hoje a imprensa nipónica.

Primeiro restaurante nudista do Japão não admite clientes com excesso de peso

Primeiro restaurante nudista do Japão não admite clientes com excesso de peso

© Regis Duvignau / Reuters


As restrições impostas pelo restaurante The Amrita provocaram críticas que consideram "ofensiva" a proibição e questionam os argumentos.

O restaurante refere na lista de regras publicada na sua página de Internet que "existe um limite em termos de peso", advertindo que "pessoas que superem em 15 quilos o peso médio para a sua altura não poderão entrar no local".

"Por favor tenham cuidado com isto", refere.

A justificação dada é a de que o estabelecimento quer recriar o ambiente da Roma clássica.

Os clientes que superem o limite estabelecido não podem entrar no restaurante e o montante que pagaram pelo jantar não lhes será devolvido.

Só se pode entrar no restaurante com reserva, que implica um pagamento prévio, com valores que vão desde os 12 mil ienes (100 euros) do menu mais básico até 80 mil (669 euros) para jantares animados por modelos masculinos, que servem às mesas e protagonizam uma série de atuações musicais.

Outras restrições são a proibição de entrada a pessoas com mais de 60 anos (só podem entrar clientes entre os 20 e 60 anos) e a quem tiver tatuagens.

Apesar de se autointitular "restaurante nudista", The Amrita impõe aos clientes o uso de roupa interior de papel, fornecida pelo estabelecimento.

Também é proibido tirar fotos no local e "falar com outros clientes ou tocar-lhes" durante o jantar, segundo a página na Internet.

Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11