sicnot

Perfil

Mundo

Único debate televisivo entre os quatro líderes espanhóis realiza-se hoje

O único debate televisivo entre os líderes das quatro principais forças políticas espanholas domina, hoje, o quarto dia da campanha para as eleições legislativas extraordinárias que vão tentar encontrar uma solução para o impasse político no país.

© Jon Nazca / Reuters

Mariano Rajoy (PP), Pedro Sánchez (PSOE), Pablo Iglesias (Unidos Podemos) e Albert Rivera (Ciudadanos) têm o confronto marcado para as 22:00 de Madrid (21:00 em Lisboa) e desde domingo que reduziram a sua atividade eleitoral ao mínimo para se prepararem para o debate.

A agenda da campanha eleitoral também seria, de qualquer forma hoje às 15:00 (14:00 de Lisboa), condicionada pelo primeiro jogo da seleção da Espanha no Campeonato Europeu de Futebol, contra a República Checa.

Mariano Rajoy, líder do PP (Partido Popular) de direita e presidente do governo de gestão, encara o debate com uma atitude construtiva e pretende fazer uma intervenção "positiva e propositiva", ao mesmo tempo que irá responder aos ataques esperados de todos os seus rivais.

O PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) valoriza aquele que será o único debate de toda a campanha, mas considera que este "não será decisivo" porque "o risco de errar se dilui", acreditando que o formato a quatro é bom para o seu líder, Pedro Sanchez.

O responsável pela aliança Unidos Podemos (uma coligação de radicais de esquerda, comunistas, ecologistas e partidos regionais), Pablo Iglesias, encara o debate com calma e cautela, esperando poder convencer os espanhóis de que é a alternativa ao PP no poder.

O líder do Ciudadanos (liberal do centro), Albert Rivera, vai dar tudo por tudo para que a sua formação não seja vista como irrelevante num sistema político em evolução.

Os partidos políticos espanhóis não conseguiram chegar a um acordo para formar governo na sequência das eleições legislativas de dezembro de 2015.

As últimas sondagens continuam a dar uma vantagem ao PP (29,2%), mas a formação em maio da aliança Unidos Podemos (25,6) permitiu que esta força ultrapassasse o PSOE (21,2%) na intenção de votos dos eleitores.


Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17