sicnot

Perfil

Mundo

Único debate televisivo entre os quatro líderes espanhóis realiza-se hoje

O único debate televisivo entre os líderes das quatro principais forças políticas espanholas domina, hoje, o quarto dia da campanha para as eleições legislativas extraordinárias que vão tentar encontrar uma solução para o impasse político no país.

© Jon Nazca / Reuters

Mariano Rajoy (PP), Pedro Sánchez (PSOE), Pablo Iglesias (Unidos Podemos) e Albert Rivera (Ciudadanos) têm o confronto marcado para as 22:00 de Madrid (21:00 em Lisboa) e desde domingo que reduziram a sua atividade eleitoral ao mínimo para se prepararem para o debate.

A agenda da campanha eleitoral também seria, de qualquer forma hoje às 15:00 (14:00 de Lisboa), condicionada pelo primeiro jogo da seleção da Espanha no Campeonato Europeu de Futebol, contra a República Checa.

Mariano Rajoy, líder do PP (Partido Popular) de direita e presidente do governo de gestão, encara o debate com uma atitude construtiva e pretende fazer uma intervenção "positiva e propositiva", ao mesmo tempo que irá responder aos ataques esperados de todos os seus rivais.

O PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) valoriza aquele que será o único debate de toda a campanha, mas considera que este "não será decisivo" porque "o risco de errar se dilui", acreditando que o formato a quatro é bom para o seu líder, Pedro Sanchez.

O responsável pela aliança Unidos Podemos (uma coligação de radicais de esquerda, comunistas, ecologistas e partidos regionais), Pablo Iglesias, encara o debate com calma e cautela, esperando poder convencer os espanhóis de que é a alternativa ao PP no poder.

O líder do Ciudadanos (liberal do centro), Albert Rivera, vai dar tudo por tudo para que a sua formação não seja vista como irrelevante num sistema político em evolução.

Os partidos políticos espanhóis não conseguiram chegar a um acordo para formar governo na sequência das eleições legislativas de dezembro de 2015.

As últimas sondagens continuam a dar uma vantagem ao PP (29,2%), mas a formação em maio da aliança Unidos Podemos (25,6) permitiu que esta força ultrapassasse o PSOE (21,2%) na intenção de votos dos eleitores.


Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.