sicnot

Perfil

Mundo

Único debate televisivo entre os quatro líderes espanhóis realiza-se hoje

O único debate televisivo entre os líderes das quatro principais forças políticas espanholas domina, hoje, o quarto dia da campanha para as eleições legislativas extraordinárias que vão tentar encontrar uma solução para o impasse político no país.

© Jon Nazca / Reuters

Mariano Rajoy (PP), Pedro Sánchez (PSOE), Pablo Iglesias (Unidos Podemos) e Albert Rivera (Ciudadanos) têm o confronto marcado para as 22:00 de Madrid (21:00 em Lisboa) e desde domingo que reduziram a sua atividade eleitoral ao mínimo para se prepararem para o debate.

A agenda da campanha eleitoral também seria, de qualquer forma hoje às 15:00 (14:00 de Lisboa), condicionada pelo primeiro jogo da seleção da Espanha no Campeonato Europeu de Futebol, contra a República Checa.

Mariano Rajoy, líder do PP (Partido Popular) de direita e presidente do governo de gestão, encara o debate com uma atitude construtiva e pretende fazer uma intervenção "positiva e propositiva", ao mesmo tempo que irá responder aos ataques esperados de todos os seus rivais.

O PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) valoriza aquele que será o único debate de toda a campanha, mas considera que este "não será decisivo" porque "o risco de errar se dilui", acreditando que o formato a quatro é bom para o seu líder, Pedro Sanchez.

O responsável pela aliança Unidos Podemos (uma coligação de radicais de esquerda, comunistas, ecologistas e partidos regionais), Pablo Iglesias, encara o debate com calma e cautela, esperando poder convencer os espanhóis de que é a alternativa ao PP no poder.

O líder do Ciudadanos (liberal do centro), Albert Rivera, vai dar tudo por tudo para que a sua formação não seja vista como irrelevante num sistema político em evolução.

Os partidos políticos espanhóis não conseguiram chegar a um acordo para formar governo na sequência das eleições legislativas de dezembro de 2015.

As últimas sondagens continuam a dar uma vantagem ao PP (29,2%), mas a formação em maio da aliança Unidos Podemos (25,6) permitiu que esta força ultrapassasse o PSOE (21,2%) na intenção de votos dos eleitores.


Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.