sicnot

Perfil

Mundo

Autor do crime em Paris já tinha sido condenado por ligações a grupo jihadista

Autor do crime em Paris já tinha sido condenado por ligações a grupo jihadista

O Governo francês classifica o duplo homicídio de um polícia e da mulher, ontem à noite, nos arredores de Paris, como um "ato terrorista". O alegado homicida, de 25 anos, que foi depois abatido pela forças policiais, já tinha sido condenado por envolvimento num grupo jihadista.

  • Hollande classifica como "ato terrorista" o duplo homicídio de polícia e da mulher
    0:51

    Mundo

    O Governo francês classificou o duplo homicídio de um polícia e da mulher nos arredores de Paris como um "ato terrorista". O Presidente francês, François Hollande, esteve reunido de emergência com elementos do Governo e oficiais da polícia francesa, no final do encontro garantiu que o Executivo está totalmente mobilizado para enfrentar uma ameaça considerada elevada.

  • Homicídio de policia francês e mulher é "ato terrorista abjeto"

    Daesh

    O ministro do Interior francês classificou hoje o duplo homicídio de um polícia e da sua mulher nos arredores de Paris como um "ato terrorista abjeto". Um homem esfaqueou o polícia até à morte quando este chegava a casa e fez reféns a mulher e o filho, dentro da residência da família, na localidade de Magnanville.

  • Homem que matou polícia e mulher em França era do Daesh

    Daesh

    Um polícia francês e a mulher foram mortos em casa por um vizinho que pertencia ao Daesh, esta segunda-feira, na localidade de Magnanville, nos arredores de Paris. A agência ligada à organização terrorista Estado Islâmico anunciou entretanto que o ataque foi perpetado por um dos seus "combatentes". O homem já tinha sido condenado por ligações terroristas.

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas