sicnot

Perfil

Mundo

Polícia turca impede venda de joia de Kadhafi por dez milhões de dólares

A polícia turca apreendeu um punhal em marfim com várias pedras preciosas incrustadas que terá pertencido ao antigo líder líbio, Muammar Kadhafi, e que estava para ser vendido por dez milhões de dólares no mercado negro.

AP

Na sequência de uma denúncia, a polícia investigou a casa de um empresário no bairro de Esenyurt, no lado europeu de Istambul, e confiscou a joia, noticiou a agência oficial turca, Anadolu, citada pela agência France Presse.

O punhal, com safiras, esmeraldas e diamantes incrustados, foi pilhado no palácio de Kadhafi durante a revolução líbia, que resultou na morte do ditador, em 2011.

O empresário turco estava em negociações para vender a joia a um empresário saudita em Istambul, depois de a ter adquirido na Líbia por 4,6 milhões de dólares (4,1 milhões de euros) há cerca de três meses.

O suspeito foi detido ao tentar vender o punhal ao empresário saudita por 10 milhões de dólares (8,9 milhões de euros), noticiou a agência turca, que divulgou uma imagem da joia.

A polícia deteve ainda dois cúmplices, de acordo com a mesma fonte, que se encontram agora a aguardar julgamento em liberdade.

Istambul é um centro importante de tráfico de obras de arte e antiguidades, e a polícia turca reclama frequentemente sucesso na apreensão de artefactos que estão para ser vendidos de forma ilegal.

  • NATO retoma diálogo com a Rússia

    Mundo

    O Conselho da NATO - Rússia foi instituído em 2002 e decorreu sem interrupções até à anexação da Crimeia, em 2014. O conflito separatista na Ucrânia dividiu a Aliança Atlântica e Moscovo e suspendeu toda a colaboração prática - desde civil a militar. Agora e na véspera da primeira reunião ministerial em Bruxelas com o estreante secretário de Estado americano Rex Tillerson, os países da NATO tentam a aproximação formal e reativação do diálogo político com Moscovo.

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12

    País

    Rui Mergulhão Mendes, especialista em 'profiling' na Emotional Business Academy, em Lisboa, esteve na Edição da Noite desta quarta-feira para explicar como é que um especialista em linguagem pode ajudar um tribunal a dar um veredito.