sicnot

Perfil

Mundo

Falha técnica deixa quase 200 mil angolanos sem bilhetes de identidade há seis meses

Um problema técnico está a deixar cerca de 200 mil angolanos sem o Bilhete de Identidade, desde janeiro deste ano, problema que o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola garantiu hoje estar resolvido.

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

Rui Mangueira, que falava em conferência de imprensa sobre a situação do setor que dirige, respondeu a uma questão que tem preocupado nos últimos meses a sociedade angolana e levantado várias reclamações e especulações à volta do assunto.

O governante angolano garantiu que a situação está normalizada e que o "Estado em circunstância alguma deixou de atribuir bilhetes de identidade".

"Qualquer cidadão que tenha o seu recibo pode dirigir-se aos postos dos bilhetes de identidade e levará no máximo cinco dias para recolher o seu bilhete de identidade. Não estamos ainda a entregar o BI na hora, porque a questão tem a ver com o sistema que está neste momento com um conjunto de 200 mil cidadãos na base de dados. Ele deve ser descarregado e essa descarga obriga a criar certas prioridades, razão pela qual nós ainda estamos a levar cinco dias", explicou.

Segundo Rui Mangueira, tão logo a situação se normalize os documentos serão entregues em uma hora, como acontecia até ao mês de janeiro.

Angola conta com 91 postos de emissão de bilhete de identidade e registos civis e criminais.

Lusa