sicnot

Perfil

Mundo

Nicolás Maduro anuncia nova etapa do diálogo entre a Venezuela e os EUA

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou esta terça-feira que as relações bilaterais entre Washington e Caracas vão entrar numa nova etapa de diálogo, que passa pela designação de embaixadores de ambos países.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

"Eles (EUA) propuseram que iniciemos uma nova etapa de diálogo, com novos canais de comunicação e um conjunto de encontros de alto nível, de maneira imediata, e eu disse que estava aprovado à canciller (ministra de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez). Vamos iniciar esse conjunto de encontros de alto nível, eu concordo", disse.

O anúncio ocorreu durante um encontro com professores, que decorreu hoje no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas.

Durante o encontro, o chefe de Estado venezuelano explicou que o início de uma nova etapa nas relações bilaterais com os EUA tem por base uma proposta feita esta terça-feira pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry, à ministra venezuelana de Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, para marcar um encontro bilateral de alto nível.

O presidente Nicolás Maduro disse ter manifestado que está na disposição de regularizar as relações bilaterais e de conceder o acordo a um novo embaixador dos EUA em Caracas, o que aconteceu pela última vez em 2010.

"Oxalá tivessem (os EUA) concedido o 'agrément' a quem designei como embaixador e que este um ano e meio em Washington e não foram capazes de conceder-lhes o agrément e de reconhecê-lo como embaixador. Proponho ao secretário John Kerry, que designemos embaixadores. Eu estou pronto para designar um embaixador em Washington novamente. Estou pronto para regularizas as relações. Tenho três anos propondo abrir uma nova etapa no diálogo", disse.

Desde o início da revolução bolivariana (1998) que as relações entre a Venezuela e os EUA se têm caracterizado por episódios difíceis, com Caracas a acusar Washington, em vários momentos, de estar a conspirar contra o Governo venezuelano.

Lusa

  • Nicolás Maduro só quer referendo revogatório em 2017
    2:13

    Mundo

    Nicolás Maduro admite submeter-se a um referendo revogatório do mandato mas só no próximo ano e se forem cumpridos os requisitos da lei. A oposição já reagiu para reafirmar que a consulta popular é para ser feita este ano apesar de muitas das assinaturas apresentadas não estarem a ser validadas. Nas ruas da Venezuela, a população continua a sofrer com a falta de alimentos.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57

    País

    Tondela foi um dos municípios mais atingidos pelo incêndio, deixando dezenas de animais feridos e perdidos no concelho. Várias clínicas veterinárias são agora um porto de abrigo e, em alguns casos, um ponto de encontro. Muitos dos animais chegaram recolhidos por voluntários e a maior parte dos casos são animais que, no momento de aflição, foram soltos pelos donos e salvos pelo instituto de sobrevivência.

  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31