sicnot

Perfil

Mundo

Soldado indiano dado como morto há sete anos volta a casa após recuperar a memória

Um soldado indiano que tinha sido dado como morto regressou a casa sete anos mais tarde, depois de um acidente que o fez recuperar a memória.

Arquivo.

Arquivo.

© Amit Dave / Reuters

Dharamveer Singh, de 39 anos, sofreu um acidente em 2009 quando circulava, com outros dois companheiros, numa estrada montanhosa da localidade de Dehradun, no estado de Uttarakhand, explicou ao diário Times of India o seu irmão Ram Niwas.

"O veículo capotou num cruzamento, nenhum dos corpos foi encontrado", acrescentou Niwas, segundo o diário, que refere que os outros dois soldados regressaram desorientados para o seu destacamento.

A mulher do soldado, Manoj Devi, recebeu a certidão de óbito do marido três anos depois, o que lhe permitiu começar a cobrar uma pensão, embora tenha dito que no fundo sabia "que o ia ver de novo".

Isso veio a acontecer na semana passada, quando o homem lhe bateu à porta de casa durante a noite.

Singh explicou à família que não se recordava de nada depois do acidente.

Tudo o que se lembrava, disse o irmão, é que estava na semana passada a mendigar nas ruas de Haridwar, outra cidade de Uttarakhand, quando foi atropelado por um motociclo.

"O condutor levou-o ao hospital e depois de recuperar a consciência deu-se conta de que tinha recuperado a memória", afirmou Nawas.

O militar recebeu do condutor da moto 500 rupias (cerca de 7 dólares), dinheiro com que comprou um bilhete para ir até à sua aldeia, no Rajastão, o maior estado da Índia.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.