sicnot

Perfil

Mundo

A literatura extremista do assassino de Jo Cox

As autoridades britânicas encontraram objetos nazis e literatura de extrema-direita - que incluem instruções para fazer uma pistola do zero - em casa de Thomas Mair, o suspeito de ter assassinado Jo Cox, a deputada britânica.

Thomas Mair

Thomas Mair

Sabe-se que Thomas Mair comprou livros neonazis, que incluem guias de como se constrói armas e explosivos a partir do zero.

Segundo fontes da polícia, o suspeito estava lúcido quando foi entrevistado pela primeira vez, deixando saber que o crime foi planeado.

As testemunhas confirmaram também que Thomas Mair gritou "Britain first" no momento em que atacou Jo Cox, a deputada britânica que tinha 41 anos e dois filhos.

Britain First é o nome dado a um partido britânico de extrema-direita.

Depois do ataque, o Partido veio declarar que não esteve envolvido no ataque e que "nunca encorajaria um comportamento deste tipo".

Os recibos encontrados em casa de Mair - alguns da década de 90 - mostram que o suspeito gastou 436 libras (cerca de 550 euros) em livros de extrema-direita, onde é defendida a criação de uma pátria ariana e a erradicação dos judeus.

Outros recibos mostram que Mair comprou "Ich Kämpfe", um livro de ilustrações do Partido Nazi de 1942, munições, pólvora e várias subscrições de publicações extremistas.

  • Cameron lamenta a morte de Jo Cox e cancela viagem
    1:50

    Brexit

    Após a notícia da morte de Jo Cox, as reações chegaram a todo lado e invadiram as redes sociais. David Cameron lamentou a morte de Jo Cox através do Twitter, e antes já tinha cancelado a viagem a Gibraltar, ao saber do ataque à deputada. O primeiro-ministro britânico recordou ainda Cox como uma mulher corajosa. O líder trabalhista Jeremy Corbyn falou num partido emocionado com a perda. Já Alexis Tsipras escreveu que o ódio e os nacionalismos são inimigos comuns à Europa.

  • Reino Unido em choque com homicídio de Jo Cox
    3:12

    Brexit

    O Reino Unido está em choque com o homicídio da deputada do partido trabalhista, considerada o rosto de uma nova geração de políticos. A tragédia de Jo Cox pode ter grande impacto no referendo sobre a saída da Grã-Bretanha na União Europeia.

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.