sicnot

Perfil

Mundo

Detidos alegados cúmplices de jihadista que matou casal em Paris

Dois alegados cúmplices do jihadista Larossi Abballa, que na segunda-feira matou um polícia e a sua companheira, perto de Paris, foram entregues às autoridades antiterroristas francesas, foi hoje anunciado.

© Christian Hartmann / Reuters

De acordo com um comunicado das autoridades, os dois homens, Charaf-Din Aberouz e Saad Rajraji, 27 e 29 anos, vão ser "apresentados ao magistrado instrutor" do inquérito, a quem foi requerida a sua detenção provisória.

Aberouz et Rajrari, que foram detidos na terça-feira, foram condenados em 2013 com Larossi Abballa no âmbito de um processo relacionado com o envio de jihadistas para o Paquistão.

Larossi Abballa matou à facada na segunda-feira à noite um policia francês, Jean-Baptiste Salvaing, e a companheira, Jessica Schneider, na sua casa, nos arredores de Paris, antes de ser abatido por uma unidade de elite da policia.

Reivindicou o ato em nome do Daesh ao qual terá aderido três semanas antes.

As autoridades francesas estão a tentar descobrir se Abballa teve cúmplices na preparação e na execução do crime.

Com Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.