sicnot

Perfil

Mundo

Justiça alemã investiga antigo presidente da Volkswagen

As autoridades judiciais alemãs estão a investigar o antigo presidente da Volkswagen Martin Winterkorn por suspeita de manipulação do mercado na falsificação dos dados de emissões de gases dos veículos a gasóleo.

© Fabian Bimmer / Reuters

A empresa informou que teve hoje conhecimento do início da investigação, que começou a 17 de junho, contra antigos membros da direção.

"O comunicado da Procuradoria de Braunschweig não cita novos factos ou informações sobre as acusações já feitas aos membros da direção", refere, em comunicado, a empresa alemã.

O antigo presidente da empresa demitiu-se em setembro de 2015, depois de ser revelado que a Volkswagen manipulou de forma sistemática os dados sobre as emissões de gases dos veículos com motor a gasóleo EA 189.

Martin Winterkorn sempre disse que não tinha conhecimento de nada, mas empresa revelou que o antigo presidente tinha sido informado sobre a manipulação em maio de 2014.

A Procuradoria de Braunschweig informou também que está a investigar uma outra pessoa, sem revelar o nome.

A imprensa alemã avança que se trata do atual responsável pela marca Herbert Diess, anterior diretor da BMW.

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.