sicnot

Perfil

Mundo

Novo ministro da Defesa israelita faz visita discreta ao Pentágono

O secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter, reuniu-se hoje pela primeira vez no Pentágono com o novo e controverso ministro da Defesa israelita, Avigdor Lieberman, indicou o Pentágono, fornecendo poucos pormenores sobre a visita.

© POOL New / Reuters

"Eles tiveram uma boa conversa", limitou-se a dizer um responsável norte-americano que tomou conhecimento do teor do encontro entre os dois governantes.

Trata-se da primeira visita ao estrangeiro de Lieberman desde que assumiu, a 30 de maio, a importante pasta da Defesa.

A nomeação de Lieberman, conhecido pelas suas posições anti-árabes e as suas declarações belicosas, suscitou interrogações na comunidade internacional quanto a um eventual endurecimento da política em relação aos palestinianos.

O porta-voz do departamento de Estado, Mark Toner, expressou, na altura, a preocupação norte-americana.

Nos Estados Unidos, Lieberman assistirá em Fort Worth, no Texas, à saída das linhas de produção dos dois primeiros aviões de combate furtivo ultramodernos F-35 destinados a Israel.

Israel encomendou um total de 33 aviões F-35, por agora, e será o único país do Médio Oriente a beneficiar do aparelho, que só agora começou a entrar ao serviço da força aérea norte-americana.

Em Dallas, Lieberman visitará uma linha de produção do fabricante de armas israelita Elbit Systems, que fornece o sofisticado capacete para os pilotos do F-35, numa 'joint-venture' com o fabricante norte-americano Rockwell Collins.

Segundo o comunicado oficial do Pentágono, hoje, Carter e Lieberman "reafirmaram a força da relação de defesa entre Israel e os Estados Unidos e o firme empenho dos Estados Unidos na segurança de Israel".

Também "discutiram desafios da segurança regional no Médio Oriente e diferentes formas de cooperação na defesa".

Israel e os Estados Unidos estão, neste momento, envolvidos em duras negociações sobre uma nova ajuda militar norte-americana por dez anos, após aquela que termina em 2018 e que se cifra em mais de três mil milhões de dólares (2,6 mil milhões de euros) por ano.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.