sicnot

Perfil

Mundo

Exército israelita demoliu casa de palestiniano que matou turista norte-americano

O exército de Israel demoliu hoje na Cisjordânia a casa de um palestiniano que matou um turista norte-americano e feriu vários israelitas em março, num ataque com arma branca, em Telavive, disse uma porta-voz do exército à AFP.

© Mussa Qawasma / Reuters

"Durante a noite, de acordo com as diretivas governamentais, as forças de segurança demoliram a casa de Bashar Massala, na localidade de Haja", informou.

A 08 de março, um homem matou uma pessoa e feriu nove em ataques com arma branca em Telavive, perto de onde o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, estava a ser recebido pelo ex-Presidente israelita Shimon Peres, indicou a polícia naquele dia.

A vítima mortal era um turista norte-americano e o autor dos ataques foi abatido por agentes policiais.

Várias das pessoas esfaqueadas ficaram feridas com gravidade.

O agressor começou por ferir diversos transeuntes na avenida marginal de Jaffa, bairro histórico e um dos locais mais turísticos de Telavive, e depois continuou junto ao mar e esfaqueou mais pessoas, antes de ser abatido.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.