sicnot

Perfil

Mundo

Greenpeace entrega à Europa oito milhões de assinaturas para proteger o Ártico

A Greenpeace entregou esta manhã aos quinze países europeus signatários da Convenção para a Proteção do Meio Marinho do Atlântico do Nordeste (OSPAR) oito milhões de assinaturas que lhes propõem criar um santuário no Ártico.

© NASA NASA / Reuters

Os signatários desta convenção, conhecida como OSPAR (acrónimo dos seus acordos fundadores, de Oslo e de Paris) a reunião que põe final ao período de seis anos em que Espanha coordenou os seus trabalhos.

Hoje, 12 ativistas da Greenpeace apresentaram-se num hotel onde tem lugar a reunião para entregar a cada um dos 16 membros da OSPAR - os 15 estados signatários da UE - oito caixas com assinaturas de cidadãos que exigem que se protejam as águas do Ártico, convencidos de que as alterações climáticas "não permitem esperar".

A porta-voz da Greenpeace de Espanha nesta campanha, Pilar Marcos, explicou à agência espanhola EFE que as principais associações ecológicas do mundo querem que a OSPAR proteja a zona do Ártico situada em águas internacionais que está sob a sua competência: uma extensão de oceano de 232.650 quilómetros quadrados -- metade da superfície de Espanha -- situada entre a Gronelândia e a Noruega.

Marcos sublinha que esta superfície só representa uma pequena parte - 8,3 por cento - do santuário que a Greenpeace exige para todo o Ártico, mas a sua declaração teria uma grande "carga simbólica" e também "geopolítica", porque seria a primeira proteção que se estabelece sobre estas águas, muito cobiçadas por vários estados.

"Proteger uma superfície como esta não é inútil, lançaria uma chamada de atenção aos países que estão a tentar explorar os recursos do Ártico em vez de protegê-los. Causaria uma agitação na geopolítica da zona", apontou a porta-voz.

Os ativistas da Greenpeace também entregaram aos delegados do governo representados em OSPAR uma memória digital com pormenores sobre os países de origem dos oito milhões de assinaturas e uma ligação ao vídeo do concerto que o pianista italiano Ludovico Einaudi deu em frente ao glaciar Wahlenbergbreen (Noruega) para oferecer o seu apoio a esta campanha.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.