sicnot

Perfil

Mundo

Homem detido numa operação antiterrorismo em Bruxelas

Em desenvolvimento

A polícia belga deteve hoje um homem, que poderia ter explosivos consigo, junto a um centro comercial no centro de Bruxelas. O centro comercial City2 chegou a ser evacuado, mas não foram encontrados explosivos no suspeito. O primeiro-ministro já afirmou que "a situação está sob controlo".

A presença da polícia tem sido uma constante no centro comercial City2 (Arquivo)

A presença da polícia tem sido uma constante no centro comercial City2 (Arquivo)

© Francois Lenoir / Reuters

Última atualização às 8:58

O primeiro-ministro belga garante que "a situação está sob controlo" em Bruxelas, após uma reunião do conselho nacional de segurança, convocada de urgência devido a um falso alerta de bomba num centro comercial no centro da capital.

Charles Michel escusou-se a fazer mais comentários sobre a situação, remetendo explicações para o Ministério Público, acrescentando apenas que "os serviços de segurança permanecem extremamente vigilantes", tendo entretanto o perímetro de segurança em torno do centro comercial começado já a ser levantado, confirmou a polícia, que deteve o homem responsável pelo novo estado de alerta na capital belga.

O novo alerta em Bruxelas foi lançado após um particular ter telefonado para as autoridades e anunciado que tinha um cinto de explosivos.

"Um homem foi detido pelas 5:30 da manhã, possivelmente na posse de explosivos", disse um porta-voz da procuradoria. "Uma equipa de desmantelamento de bombas do exército está a verificar a situação", acrescentou.

De acordo uma fonte policial citada pela Reuters, o suspeito não tinha quaisquer explosivos.

Uma porta-voz do City2 adiantou à Associated Press que a polícia disse que encontrou um pacote suspeito perto do centro comercial.

A área em redor do centro comercial, um dos maiores da capital belga, foi isolada.

No passado sábado, uma operação antiterrorismo permitiu evitar um atentado alegadamente iminente na Bélgica. Um dos locais que se temia virem a ser atacados era precisamente este centro comercial em Bruxelas.

Com Lusa

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.