sicnot

Perfil

Mundo

Negociações de paz para a Síria abertas em julho com condições da ONU

O mediador das Nações Unidas (ONU) para a Síria manifestou a esperança de que uma nova ronda de negociações de paz possa ser aberta em julho, mas apenas se a segurança e a situação humanitária melhorarem visivelmente.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

Ban Ki-moon, secretário geral da ONU.

© Denis Balibouse / Reuters

É necessário que "a cessação das hostilidades se mantenha, que a ajuda humanitária aumente e que se chegue a um acordo sobre uma transição política", enumerou Staffan de Mistura perante a assembleia geral das Nações Unidas.

"Podemos ter, preferencialmente em julho, discussões entre os sírios, não a propósito de princípios, mas de medidas concretas que levem a uma transição política. Mas não agora. É muito cedo, tendo em conta as discussões e a situação atual ", acrescentou o mediador.

Staffan de Mistura ressaltou que não só o regime sírio e a oposição não têm a mesma conceção de transição, como não concordam em outros assuntos, incluindo o papel do presidente sírio, Bashar al-Assad.

Além disso, o mediador afirmou que "as discussões políticas não podem continuar (...) à medida que as hostilidades aumentam e os civis passam fome".

Apesar das melhorias no abastecimento de cidades cercadas, a ONU ainda está longe de ter um "acesso humanitário livre, incondicional e seguro" para chegar à população.

Desde o início do ano, as agências das Nações Unidas foram capazes de reabastecer, por estrada, 330.000 pessoas em 16 das 18 áreas cercadas.

O chefe das operações humanitárias da ONU, Stephen O'Brien, condenou a "tática bárbara e medieval", utilizada pelo governo sírio, de impedir que a população tenha acesso ao que lhes é enviado colocando obstáculos aos comboios enviados.

O'Brien acusou o regime de ter retirado dos comboios da ONU centenas de milhares de medicamentos e equipamentos essenciais para a população síria.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.