sicnot

Perfil

Mundo

Trabalhistas avisam que vitória do Brexit ameça direitos laborais

O líder trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, disse hoje que uma eventual vitória do 'Brexit' no referendo europeu de quinta-feira pode arriscar a economia do Reino Unido e também os direitos laborais.

reuters

Num apelo aos seguidores trabalhistas, Corbyn assinalou que o bloco dos 28 países da União Europeia protegerá os postos de trabalho e insistiu que esta votação determinará o futuro crescimento do Reino Unido.

"As próximas horas determinaram o futuro do Reino Unido", afirmou o político, considerando que a pergunta crucial de quinta-feira será: "o que é o melhor para o emprego no Reino Unido, os direitos laborais e a nossa futura prosperidade?".

Segundo Corbyn, a 23 de junho os britânicos têm de decidir se ficam "para proteger os empregos e a prosperidade no Reino Unido que depende do comércio na Europa" ou "se dá um passo num futuro desconhecido" caso se opte pela saída, questionou o líder da oposição, que no passado foi um forte crítico do bloqueio europeu.

Um voto a favor da permanência supõe "dar prioridade à economia", disse Corbyn, que pediu aos trabalhistas que votem a favor da permanência britânica na União Europeia (EU).

O apoio dos trabalhistas é visto pela campanha pela permanência como crucial para ganhar a votação de quinta-feira, dada a profunda divisão que há no Partido Conservador do primeiro-ministro britânico, David Cameron, entre aqueles que querem a permanência na EU e os que apoiam o 'Brexit'.

A campanha do referendo sobre a permanência ou saída do Reino Unido da União Europeia ficou marcada pelo assassinato da deputada trabalhista Jo Cox, de 41 anos, que foi baleada e esfaqueada na passada quinta-feira no seu círculo eleitoral, no norte da Inglaterra, enquanto fazia campanha a favor da permanência do Reino Unido na União Europeia.

  • Segurança da Academia de Alcochete avisado 10 minutos antes do ataque
    1:57
  • "Não acho que seja prudente" o regresso dos atletas à Academia do Sporting
    5:49

    Crise no Sporting

    As agressões aos jogadores e equipa técnica do Sporting, na Academia de Alcochete, foram o tema de uma entrevista a Ana Bispo Ramires, psicologa do desporto. Questionada sobre se os jogadores deveriam regressar ou não à academia, Ana Bispo Ramires diz que não devem fazê-lo e explica que é importante que haja medidas de atuação, o mais rápido possível, para que os atletas e restante equipa técnica do clube possam reprocessar, do ponto de vista cognitivo, as ameaças que sofreram. 

  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC