sicnot

Perfil

Mundo

Buracos negros permitem detetar ondas gravitacionais pela primeira vez

O sistema binário de buracos negros, que permitiu, em setembro de 2015, detetar pela primeira vez ondas gravitacionais, foi descrito em pormenor por cientistas polacos num estudo publicado hoje na revista Nature.

Buraco negro encontra-se no centro da Via Láctea

Buraco negro encontra-se no centro da Via Láctea

© Ho New / Reuters

As vibrações no espaço-tempo captadas pelo Observatório de Ondas Gravitacionais por Interferómetro Laser (Estados Unidos) foram provocadas pelo choque de dois buracos negros provenientes de duas estrelas com grande massa, segundo modelos matemáticos elaborados pela Universidade de Varsóvia.

Ambas as estrelas formaram-se cerca de 2.000 milhões de anos depois do Big Bang, segundo os modelos matemáticos polacos, tendo sido mais brilhantes e maiores do universo.

Há 1.200 milhões de anos, os dois buracos negros colidiram e esse choque resultou num cataclismo que formou o sistema binário GW150914. Este sistema foi detetado o ano passado por instrumentos terrestres de alta precisão.

As duas estrelas originais tinham uma composição relativamente pura, na qual predominava o hidrogénio e o hélio e existia menos de 10% de elementos pesados como o carbono, oxigénio e ferro.

O grupo de cientistas liderado por Krzysztof Belczynski elaborou um modelo que permite aos investigadores descrever a evolução dos sistemas binários desde o nascimento do universo até ao presente.

Os cientistas compararam as características do sistema detetado pelo observatório com os objetos que figuram na lista das suas estimativas matemáticas, de modo a identificar o sistema que terá, provavelmente, causado os sinais detetados.

O estudo de Belczynski é um dos primeiros a utilizar as informações capturadas através das ondas gravitacionais e é o primeiro a expor características dos objetos astronómicos mais distantes.

Lusa

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.