sicnot

Perfil

Mundo

Líder norte-coreano diz que teste de míssil foi um sucesso e uma ameaça aos EUA

O dirigente norte coreano Kim Jong-Un congratulou-se esta quarta-feira com o teste bem-sucedido de um novo míssil de médio alcance, ao referir que constitui uma ameaça direta às bases militares norte-americanas no Pacífico, segundo os media oficiais.

Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte.

Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte.

© KCNA KCNA / Reuters

Kim, que acompanhou pessoalmente o teste do míssil Musudan, referiu-se a um "grande acontecimento" que reforça a capacidade de ataque nuclear preventivo da Coreia do Norte, revelou a agência noticiosa oficial KCNA.

"Agora, temos a absoluta capacidade para atacar os americanos de forma total e prática no teatro de operações do Pacífico", prosseguiu Kim, citado pela agência.

A Coreia do Norte já terá efetuado quatro tentativas prévias em 2016 para testar o Musudan, que possui um alcance entre 2.000 e 4.000 quilómetros. O raio mais reduzido deste míssil abrange todo o território da Coreia do Sul e do Japão, enquanto o mais alargado inclui as bases militares norte-americanas em Guam.

No entanto, a Coreia do Norte terá falhado esta quarta-feira, e aparentemente, um primeiro teste do Musudan, segundo referiu o Ministério da Defesa sul-coreano.

Um responsável oficial disse que Pyongyang disparou um míssil não identificado desde a sua costa oeste pouco antes das 06:00 locais (22:00 de terça-feira em Lisboa).

"Responsáveis japoneses e sul-coreanos tinha referido previamente que a Coreia do Norte se preparava para testar um poderoso míssil balístico de médio alcance.

Lusa

  • A vida secreta da tia de Kim Jong-Un

    Mundo

    Uma tia de Kim Jong-Un, líder supremo da Coreia do Norte, vive uma vida aparentemente normal. Trata-se de uma mulher de 60 anos que passeia por Times Square, acompanhada pelo marido como qualquer estrangeiro que tenta viver o "sonho americano" .No entanto, não se trata de uma imigrante qualquer, trata-se nada mais nada menos, do que a tia de Kim Jong Un, o líder norte-coreano que recentemente ameaçou detonar uma bomba de hidrogénio em Nova Iorque. Nos últimos 18 anos, desde que desertou da Coreia do Norte para servir a CIA a troco de 200 mil dólares, tem vivido uma vida anónima nos Estados Unidos, com o marido e os três filhos.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.