sicnot

Perfil

Mundo

As etapas mais importantes do cessar-fogo na Colômbia

O acordo bilateral de cessar-fogo e o fim definitivo das hostilidades assinado hoje em Havana pelo Governo colombiano e as FARC perspetivam o fim de meio século de conflito armado com a guerrilha mais antiga do continente americano.

© John Vizcaino / Reuters

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC, marxistas) tinham declarado por seis vezes o cessar-fogo desde o início das atuais conversações de paz em novembro de 2012, com o Governo a responder através de medidas para reduzir a intensidade do conflito, apesar de nunca ter ordenado às suas tropas o fim das operações militares.

Desde o início do diálogo em Havana registaram-se diversas tentativas de cessar-fogo.

2012

19 de novembro: As FARC anunciam no local onde decorrem as conversações de paz em Havana um cessar-fogo unilateral de dois meses e que entra em vigor no dia seguinte.

20 de novembro: O cessar-fogo tem início e termina em janeiro de 2013. A "Defensoría del Pueblo" (DF), uma instituição oficial de direitos humanos, que o cessar-fogo foi violado 57 vezes pelas FARC.

2013

15 de dezembro: Cessar-fogo unilateral das FARC por 30 dias devido aos festejos do Natal.

2014

20 de maio: As FARC e o Exército de Libertação Nacional (ELN, guevarista) iniciam um cessar-fogo unilateral até 28 de maio devido às eleições presidenciais.

9 de junho: As FARC iniciam um novo cessar-fogo, em vigor até 30 de junho, devido às segunda volta das presidenciais.

17 de dezembro: As FARC anunciam pela primeira vez um cessar-fogo unilateral e o fim das hostilidades por período indefinido a partir de 20 de dezembro, após progressos das negociações de Havana.

2015

10 de março: o Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, ordena a suspensão por um mês dos bombardeamentos a acampamentos das FARC, decisão que considera "um passo lógico" face ao fim das hostilidades decretado pela guerrilha, uma medida que prorroga por 30 dias em 9 de abril.

15 de abril: 11 militares são mortos num ataque das FARC no departamento de Cauca (sudoeste). Em resposta ao ataque, Juan Manuel Santos ordena o recomeço dos bombardeamentos.

21 de maio: O Presidente colombiano confirma que 26 guerrilheiros das FARC foram mortos numa operação conjunta da Força Aérea e do Exército na zona de Guapí (Cauca).

22 de maio: As FARC suspendem o cessar-fogo unilateral após o bombardeamento em Guapí.

23 de junho: A DF diz que, no primeiro mês desde a suspensão do cessar-fogo, as FARC efetuaram 38 ataques contra civis.

8 de julho: As FARC anunciam um cessar-fogo unilateral durante um mês a partir de 20 de julho.

10 de julho: As partes em diálogo anunciam em Havana um plano para reduzir a intensidade do conflito e facilitar a obtenção de acordos que permitam obter um cessar-fogo bilateral e definitivo.

20 de julho: Tem início um novo cessar-fogo unilateral pelas FARC, no dia em que a Colômbia celebra o 205.º aniversário da independência.

2016

10 de maio: O ministro da Defesa colombiano, Luis Carlos Villegas, afirma que as FARC violarem em três ocasiões o cessar-fogo com ataques de franco-atiradores a militares no departamento de Caquetá (sul).

22 de junho: O Governo de Bogotá e as FARC anunciam um cessar-fogo bilateral e o fim definitivo das hostilidades.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.