sicnot

Perfil

Mundo

Gravity capta pela primeira vez imagens do centro da Via Láctea

​O centro da Via Láctea foi captado em imagens pela primeira vez graças ao Gravity, um novo e potente instrumento do Observatório Astronómico Europeu (ESO).

o Gravity - instalado no deserto de Atacama, no Chile - permitirá obter observações muito detalhadas dos campos gravitacionais próximos ao buraco negro central supermaciço, que se encontra mesmo no centro da Via Láctea.

o Gravity - instalado no deserto de Atacama, no Chile - permitirá obter observações muito detalhadas dos campos gravitacionais próximos ao buraco negro central supermaciço, que se encontra mesmo no centro da Via Láctea.

"Estes resultados proporcionam uma ideia da ciência inovadora que o Gravity será capaz de produzir", descreveu o ESO num comunicado, em que indica os novos horizontes "sem precedentes" que a comunidade científica poderá alcançar graças a este novo instrumento.

O instrumento inovador combina a luz de quatro Unidades de Telescópio de 8,2 metros - equivalente à precisão e resolução que alcançaria um telescópio de 130 metros de diâmetro -, pelo qual capta "medições extraordinariamente precisas de objetos astronómicos".

Segundo os investigadores, o Gravity - instalado no deserto de Atacama, no Chile - permitirá obter observações muito detalhadas dos campos gravitacionais próximos ao buraco negro central supermaciço, que se encontra mesmo no centro da Via Láctea.

Ainda que se conheça desde 2002 a posição e massa deste buraco negro, os investigadores receberam as observações com entusiasmo pela sua precisão e porque vai permitir por à prova a validez das medições "ultra precisas" das órbitas da estrela S2.

Por agora, o grupo de astrónomos estudou a órbita da estrela S2 à volta deste buraco negro com uma exatidão "equivalente a medir a posição de um objeto na Lua, com centímetros de precisão".

Além disso, em 2018, a estrela S2 vai estar em órbita no seu ponto mais próximo do buraco negro, algo que não se vai repetir dentro de 16 anos, pelo que as expectativas nesta nova ferramenta são muito grandes.

Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.