sicnot

Perfil

Mundo

Nenhum ferido entre os reféns em cinema na Alemanha

Nenhuma das pessoas que estavam no cinema de Verhheim atacado hoje por um homem armado ficou ferida, afirmou o ministro do Interior do governo regional de Hesse, Peter Beuth, depois de anunciar que o suspeito foi morto pela polícia.

Boris Roessler

"Não temos informações de que alguém tenha ficado ferido", disse o responsável.

"O atacante deslocava-se pelo complexo dando a impressão de estar perturbado. Foi confrontado e foi assim que morreu", acrescentou, precisando que o suspeito "fez reféns".

Beuth explicou que a polícia tomou de assalto o complexo de salas de cinema Kinopolis, em Viernheim, perto de Frankfurt, oeste da Alemanha, depois de terem sido disparados tiros.

A imprensa alemã tinha noticiado que pelo menos 25 pessoas tinham ficado feridas, possivelmente devido a gases utilizados pelas forças policiais no assalto ao complexo.

Segundo a agência DPA, fontes da polícia afastaram tratar-se de um ato de terrorismo, privilegiando a tese de que o autor do ataque tivesse problemas psiquiátricos.

O homem, armado e de rosto tapado, entrou no complexo de salas de cinema cerca das 15:00 locais (14:00 em Lisboa) e disparou tiros, segundo a imprensa alemã.

"Um telefonema urgente foi recebido cerca das 14:45, dizendo que um homem armado tinha entrado" no cinema, disse Beuth. "Quatro tiros teriam sido disparados", acrescentou.

Lusa

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.