sicnot

Perfil

Mundo

Pai coloca bebé no frigorífico depois de se esquecer dele no carro

Michael Shannon Thedford deixou ontem a filha de seis meses dentro de um carro durante quatro horas. Depois, tentou reanimá-la, metendo-a dentro de um frigorífico. O professor de 33 anos chamou a polícia, que já encontrou a criança morta quando chegou à casa do homem em Melissa, no Texas. O homem é agora acusado de homicídio.

O homem terá acordado para ir deixar as duas filhas mais velhas - de 3 e 5 anos - ao jardim-de-infância, levando também consigo a bebé de seis meses.

Contudo, Thedford voltou a casa e deixou a filha no carro, durante quatro horas.

Durante as quais esteve a dormir a sesta.

Segundo as autoridades, depois de descobrir que o bebé ainda estava no carro, "ele colocou a menina no frigorífico por um longo tempo", antes de chamar o 112.

Thedford e a mulher tentaram reanimar a criança com respiração boca a boca, mas sem sucesso.

As autoridades foram chamadas às 13:30 e, quando chegaram à casa do casal, a criança já estava morta.

Ontem, as temperaturas em Melissa rondavam os 32 graus.

Acredita-se que as duas crianças mais velhas foram deixadas na escola por volta das 9:00, quatro horas antes de a polícia ser chamada.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".