sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 78 mortos na China devido ao mau tempo

Pelo menos 78 pessoas morreram hoje e 500 ficaram feridas, das quais 200 com gravidade, devido a chuvas torrenciais, granizo e tornados, na província chinesa de Jiangsu (leste), noticiou a agência oficial chinesa.

© China Daily China Daily Infor

As tempestades atingiram a cidade de Yancheng, cerca das 14:30 locais (07:30 em Lisboa), destruindo várias habitações com ventos de 125 quilómetros por hora, acrescentou a Xinhua.

Muitas zonas da China estiveram sob chuvas torrenciais esta semana, que causaram danos em todo o país.

Na segunda-feira, os órgãos de comunicação social estatais noticiaram que 22 pessoas morreram em inundações, no centro da China, e 197 mil ficaram desalojadas.

Os prejuízos económicos diretos das inundações rondam os 2,7 mil milhões de yuan (361 milhões de euros), acrescentaram.

Antes, o vice-primeiro-ministro chinês, Wang Yang, afirmou que as condições meteorológicas devem-se à influência do fenómeno El Niño.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão