sicnot

Perfil

Mundo

Um pequeno sapo parou os bulldozers no Canadá

Tem 2,5 centímetros de comprimento mas conseguiu parar as máquinas. O Governo canadiano aprovou quarta-feira de urgência uma lei para proteger um pequeno sapo, cujo habitat em Montréal está ameaçado pela urbanização.

James Harding / Michigan State University

A lei entra em vigor a 17 de julho e visa proteger o habitat do Pseudacris triseriata - Sapo coro do Ocidente - num território com 2 km2 em Montréal, anunciou a ministra do Ambiente, Catherine McKenna.

Esta decisão governamental impedirá assim a construção de 171 casas de um projeto imobiliário que já conta com mil unidades construídas.

O sapo é uma das espécies em risco registada pelo Governo do Canadá. Mede no máximo 2,5 centímetros e a cor varia entre o castanho e o verde azeitona.Vive nas zonas húmidas do sul do Quebeque e de Ontário, mas é considerada espécie em perigo desde 2010.

Na região ao sul de Montréal, mais de 90% da área do habitat do sapo desapareceu, sobretudo devido aos projetos imobiliários, agora travados pelo Governo.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite