sicnot

Perfil

Mundo

Pequim anuncia suspensão de comunicações com Taiwan

O Governo chinês anunciou hoje que suspendeu todas as comunicações com Taiwan por entender que o novo Governo da ilha não respeita o designado "consenso de 1992", que guiou as relações bilaterais nos últimos anos.

Presidente de Taiwan Tsai Ing-wen

Presidente de Taiwan Tsai Ing-wen

© Tyrone Siu / Reuters

O Gabinete para os Assuntos de Taiwan do Governo chinês afirma, num comunicado difundido pela agência oficial Xinhua, que tomou esta decisão porque a Presidente taiwanesa, a independentista Tsai Ing-wen, não reconheceu o "consenso de 1992" desde que tomou passou, a 20 de maio.

No seu primeiro discurso no cargo, Tsai reconheceu que o encontro entre China e Taiwan em 1992 foi um "feito histórico", mas não admitiu que tenha sido alcançado naquele momento um consenso ou que Taiwan faça parte da China, como exigia Pequim.

Ao abrigo do "consenso de 1992", as duas partes reconhecem que existe apenas uma China, mas cada um dos lados faz a sua própria interpretação desse princípio.

Depois da guerra civil chinesa ter acabado, em 1949, com a vitória do Partido Comunista da China (PCC), o antigo governo nacionalista (Kuomintang) refugiou-se na ilha de Taiwan, onde continua a identificar-se como governante de toda a China.

Pequim considera Taiwan uma província chinesa e defende a "reunificação pacífica", segundo a mesma fórmula adotada para Hong Kong e Macau ("Um país, dois sistemas"). Porém, ameaça "usar a força" se a ilha declarar independência.

A posição de Pequim surge depois de na sexta-feira o Camboja ter extraditado para a China 25 taiwaneses acusados de fraude, apesar dos protestos de Taipe.

Em abril tinham já ocorrido episódios similares, quando o Quénia e a Malásia deportaram para a China 32 e 45 taiwaneses, respetivamente, elevando a tensão entre Pequim e Taipe, que chegou a considerar estarem causa "sequestros" de cidadãos da ilha.

A Presidente de Taiwan está fora da ilha, por ter iniciado na sexta-feira uma viagem oficial ao Panamá, Paraguai e Estados Unidos da América.

Apenas 22 países têm relações diplomáticas com Taiwan.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.