sicnot

Perfil

Mundo

Pequim anuncia suspensão de comunicações com Taiwan

O Governo chinês anunciou hoje que suspendeu todas as comunicações com Taiwan por entender que o novo Governo da ilha não respeita o designado "consenso de 1992", que guiou as relações bilaterais nos últimos anos.

Presidente de Taiwan Tsai Ing-wen

Presidente de Taiwan Tsai Ing-wen

© Tyrone Siu / Reuters

O Gabinete para os Assuntos de Taiwan do Governo chinês afirma, num comunicado difundido pela agência oficial Xinhua, que tomou esta decisão porque a Presidente taiwanesa, a independentista Tsai Ing-wen, não reconheceu o "consenso de 1992" desde que tomou passou, a 20 de maio.

No seu primeiro discurso no cargo, Tsai reconheceu que o encontro entre China e Taiwan em 1992 foi um "feito histórico", mas não admitiu que tenha sido alcançado naquele momento um consenso ou que Taiwan faça parte da China, como exigia Pequim.

Ao abrigo do "consenso de 1992", as duas partes reconhecem que existe apenas uma China, mas cada um dos lados faz a sua própria interpretação desse princípio.

Depois da guerra civil chinesa ter acabado, em 1949, com a vitória do Partido Comunista da China (PCC), o antigo governo nacionalista (Kuomintang) refugiou-se na ilha de Taiwan, onde continua a identificar-se como governante de toda a China.

Pequim considera Taiwan uma província chinesa e defende a "reunificação pacífica", segundo a mesma fórmula adotada para Hong Kong e Macau ("Um país, dois sistemas"). Porém, ameaça "usar a força" se a ilha declarar independência.

A posição de Pequim surge depois de na sexta-feira o Camboja ter extraditado para a China 25 taiwaneses acusados de fraude, apesar dos protestos de Taipe.

Em abril tinham já ocorrido episódios similares, quando o Quénia e a Malásia deportaram para a China 32 e 45 taiwaneses, respetivamente, elevando a tensão entre Pequim e Taipe, que chegou a considerar estarem causa "sequestros" de cidadãos da ilha.

A Presidente de Taiwan está fora da ilha, por ter iniciado na sexta-feira uma viagem oficial ao Panamá, Paraguai e Estados Unidos da América.

Apenas 22 países têm relações diplomáticas com Taiwan.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.