sicnot

Perfil

Mundo

Judeu que esfaqueou manifestantes do Orgulho Gay condenado a prisão perpétua

Um tribunal israelita condenou hoje a prisão perpétua um judeu ultra-ortodoxo que esfaqueou várias pessoas que participavam num desfile do Orgulho Gay, em Jerusalém, provocando a morte a uma jovem de 16 anos.

© Nguyen Huy Kham / Reuters

O Tribunal do Distrito de Jerusalém condenou Yishai Schlissel pelos crimes de assassinato e por seis tentativas de homicídio.

Os crimes ocorreram em julho do ano passado, durante o desfile gay em Jerusalém.

Armado com uma faca, Yishai Shlissel atingiu Shira Banki, uma jovem de 16 anos que acabaria por morrer uns dias mais tarde, assim como outras seis pessoas a quem provocou ferimentos.

Lusa

  • Incêndios em Portugal - um mês depois
    9:10

    Reportagem Especial

    Regressar a casa para refazer a vida é tudo o que querem as famílias a quem o fogo levou quase tudo, há cerca de um mês. Contudo, esse regresso não tem sido fácil. Depois dos incêndios, famílias e empresas ainda têm de vencer as burocracias. A Reportagem Especial deste sábado regressa a Seia, onde arderam mais de 70 casas de primeira habitação e onde a vida de muitos parece ter entrado num impasse.

  • CIP contra 600€ de salário mínimo, ameaça boicatar iniciativas do governo
    1:28

    Economia

    O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) está contra o aumento do salário mínimo para 600€. Em entrevista conjunta à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o presidente António Saraiva considerou a proposta "uma luta partidária" dos comunistas com o Bloco de Esquerda" e ameaça boicotar a presença em iniciativas publicas, promovidas pelo executivo.