sicnot

Perfil

Mundo

Morreu Bill Cunningham, lenda da fotografia de moda de Nova Iorque

O veterano e lendário fotógrafo de moda de Nova Iorque Bill Cunningham morreu aos 87 anos, noticiou no sábado o The New York Times, jornal que publicou os seus trabalhos ao longo de quatro décadas.

© Carlo Allegri / Reuters

Cunningham tinha sido hospitalizado há uma semana na sequência de uma paragem cardíaca.

Tinha desde 1978 um espaço na edição de domingo do The New York Times dedicado à moda, com imagens captadas nas ruas de Nova Iorque e que era uma das secções do jornal mais populares entre os leitores.

Cunningham identificava tendências de moda na cidade, percorrendo as ruas de Manhattan de bicicleta e munido com uma pequena máquina fotográfica.

Era uma figura emblemática do mundo da moda e também fotografava estrelas.

"Todas nos vestimos para o Bill", dizia a diretora da edição norte-americana da revista Vogue, Anne Wintour.

Cunningham nasceu em 1929 em Boston, numa família de origem irlandesa.

Em 2008, o Governo francês distinguiu-o com a "Legião de Honra" e foi nomeado "mito vivo" de Nova Iorque pelas autoridades da cidade.

Em 2010, foi feito um documentário sobre a sua vida ("Bill Cunningham New York"), que estreou no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque e que em 2013 foi exibido em Lisboa, no Museu do Design e da Moda (Mude).

No entanto, e paradoxalmente, Cunningham era conhecido pela sua humildade e austeridade.

Vivia num pequeno apartamento e tomava o pequeno-almoço sempre no mesmo café, no mesmo prédio.

"O dinheiro é a coisa mais barata que existe. A mais cara é a liberdade", costumava dizer.

"Os poderosos e ricos do mundo da moda procuravam a sua companhia, mas ele manteve-se como uma das pessoas mais encantadoras, amáveis e humildes que já conheci. Perdemos uma lenda e estou pessoalmente arrasado por ter perdido um amigo", escreveu Arthur Ochs Sulzberger Jr., editor do The New York Times.

Bill Cunningham trabalhou para o Chicago Tribune e para o Daily News antes de passar para o The New York Times.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.