sicnot

Perfil

Mundo

Chile proíbe venda de Kinder Surpresa na luta contra a obesidade

O Chile adotou hoje uma legislação alimentar restritiva para lutar contra a obesidade, obrigando a indicar nos rótulos as taxas de açúcar e de gorduras saturadas e proibindo a venda dos Kinder Surpresa.

© Stefano Rellandini / Reuters

"O Chile posiciona-se como um país pioneiro no mundo no que diz respeito a uma alimentação saudável", salientou a ministra da Saúde Carmen Castillo num comunicado.

O país, considerado um modelo de crescimento económico na América latina, é também um dos principais consumidores de bebidas açucaradas da região e mais de 60% dos chilenos (entre os quais um terço de crianças com menos de seis anos) têm excesso de peso.

A lei que entrou hoje em vigor levou cinco anos a ser aprovada, mais quatro anos para dar tempo à indústria agroalimentar, que fez uma pressão intensa, de se adaptar.

Promete revolucionar os rótulos dos produtos vendidos nas lojas que vão passar a indicar os alimentos ricos em gorduras saturadas, açucares, sódio e calorias.

O objetivo é antes de tudo proteger as crianças, impedindo a venda de alimentos prejudiciais à saúde na escola. Estes deixarão de poder ser acompanhados de brinquedos como o Kinder Surpresa ou o Happy Meal da McDonald's.

Mas se a cadeia de 'fast food' norte-americana vai reformular o seu menu para crianças e retirar este brinquedo, a italiana Ferrero deixará de ter acesso ao mercado chileno.

O fabricante já disse que se reserva o direito de recorrer à justiça nacional e internacional com o argumento de que a lei "afeta a reputação de um dos seus produtos mais populares".

O fabricante de chocolate italiano, que lançou o seu famoso em 1972, já não pode ser comercializado nos Estados Unidos, devido a um regulamento de 1938 que proíbe associar a um alimento qualquer outra substância (neste caso, um brinquedo).

Os outros alimentos considerados prejudiciais deverão ser adaptados, com 8.000 produtos a receber uma nova embalagem.

O avanço do excesso de peso e obesidade no Chile prende-se com alterações do regime alimentar com um consumo a privilegiar os alimentos transformados e uma vida sedentária, graças ao forte crescimento económico.

Lusa

  • E os nomeados são... conhecidos hoje

    Cultura

    São, esta terça-feira, conhecidos os nomeados para os Óscares. O anúncio vai ser feito a partir de Los Angeles quando forem 13h00 em Lisboa e seguido em direto numa emissão especial da SIC Notícias.

    Aqui a partir das 13:00

  • Centeno promete avançar com reformas para a zona euro
    1:45

    Economia

    Mário Centeno liderou esta segunda-feira a primeira reunião do Eurogrupo. O ministro das Finanças português prometeu pôr mãos à obra para reformar a zona euro e, sem se comprometer com datas, deixou a porta entreaberta à entrada da Bulgária na zona euro.

  • "Shutdown" nos EUA chegou ao fim
    1:05
  • Papa pede perdão a vítimas de abusos por ter usado expressão "menos feliz"
    1:21

    Mundo

    No final da visita à América Latina, já no avião de regresso a Roma, o Papa Francisco pediu desculpa às vítimas de abusos sexuais no Chile. O líder da Igreja católica considerou que utilzou uma expressão menos "feliz" quando saiu em defesa do bispo Juan Barros, exigindo "provas" a quem o acusa de não ter agido.