sicnot

Perfil

Mundo

Chile proíbe venda de Kinder Surpresa na luta contra a obesidade

O Chile adotou hoje uma legislação alimentar restritiva para lutar contra a obesidade, obrigando a indicar nos rótulos as taxas de açúcar e de gorduras saturadas e proibindo a venda dos Kinder Surpresa.

© Stefano Rellandini / Reuters

"O Chile posiciona-se como um país pioneiro no mundo no que diz respeito a uma alimentação saudável", salientou a ministra da Saúde Carmen Castillo num comunicado.

O país, considerado um modelo de crescimento económico na América latina, é também um dos principais consumidores de bebidas açucaradas da região e mais de 60% dos chilenos (entre os quais um terço de crianças com menos de seis anos) têm excesso de peso.

A lei que entrou hoje em vigor levou cinco anos a ser aprovada, mais quatro anos para dar tempo à indústria agroalimentar, que fez uma pressão intensa, de se adaptar.

Promete revolucionar os rótulos dos produtos vendidos nas lojas que vão passar a indicar os alimentos ricos em gorduras saturadas, açucares, sódio e calorias.

O objetivo é antes de tudo proteger as crianças, impedindo a venda de alimentos prejudiciais à saúde na escola. Estes deixarão de poder ser acompanhados de brinquedos como o Kinder Surpresa ou o Happy Meal da McDonald's.

Mas se a cadeia de 'fast food' norte-americana vai reformular o seu menu para crianças e retirar este brinquedo, a italiana Ferrero deixará de ter acesso ao mercado chileno.

O fabricante já disse que se reserva o direito de recorrer à justiça nacional e internacional com o argumento de que a lei "afeta a reputação de um dos seus produtos mais populares".

O fabricante de chocolate italiano, que lançou o seu famoso em 1972, já não pode ser comercializado nos Estados Unidos, devido a um regulamento de 1938 que proíbe associar a um alimento qualquer outra substância (neste caso, um brinquedo).

Os outros alimentos considerados prejudiciais deverão ser adaptados, com 8.000 produtos a receber uma nova embalagem.

O avanço do excesso de peso e obesidade no Chile prende-se com alterações do regime alimentar com um consumo a privilegiar os alimentos transformados e uma vida sedentária, graças ao forte crescimento económico.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.